Glamour e Versatilidade

Arquiteto por vocação, Mário Brasil demonstra em entrevista ao Radar Decoração ser um profissional versátil. Ele cita um night club como projeto que está sendo um desafio atual, destaca uma cobertura em Ipanema que acabou de entregar e conta que o projeto dos sonhos seria algo voltado para a classe popular. Quanto ao seu estilo de trabalho, ele fala do glamour das décadas de 1920 até 50 no Rio como inspiração.

RD: Por que você escolheu essa profissão?
M.B: Desde pequeno fui atraído pela arquitetura. Quando criança era mais interessado em brinquedos que eu pudesse construir casas do que em jogar bola.

RD: Como você define seu estilo e como foi o caminho que você percorreu para desenvolvê-lo?
M.B: Acho que posso definir meu estilo como atual/retrô. Os exemplos arquitetônicos do Rio de Janeiro me influenciaram muito, tendo como identificação o que na minha opinião foi uma era glamurosa, dos anos 20 aos 50. Acabei usando essa influência como minha base de trabalho.

RD: O que você considera essencial em qualquer bom projeto de interiores?
M.B: Que reflita a identidade do cliente revisitada pelos olhos do arquiteto.

RD: Qual a importância de materiais sustentáveis no seu trabalho?
M.B: Acredito que nos dias de hoje um projeto com materiais sustentáveis traduz as necessidades atuais.

RD: Quais são suas cores favoritas no décor?
M.B: Tenho como base os tons neutros. Acho mais elegante e prático para combinar com qualquer elemento decorativo sem criar conflito. Se o caso for um projeto residencial, a incorporação de objetos pessoais torna-se muito mais fácil.

RD: Forma, função ou emoção?
M.B: Tento conjugá-los, pois todos são fundamentais.

RD: Quais você acredita serem as peculiaridades do mercado carioca? Qual o papel ou importância do Rio dentro do mercado brasileiro de arquitetura e decoração?
M.B: Vejo o mercado carioca como sinônimo de descontração. Por ser uma cidade de praia possui características e necessidades específicas diferentes de São Paulo, por exemplo. O Rio se diferencia das outras cidades, pois o carioca tem um jeito especial de ser. O Rio sempre será um cartão postal do Brasil.

RD: Qual seria a casa dos seus sonhos?
M.B: A minha casa. Uma casa que atenda as suas necessidades funcionais e estéticas. Criando um ambiente confortável, prático e elegante.

RD: Qual o estilo da sua casa? O que você gosta de ter nela?
M.B: Tenho como inspiração o art déco. Para mim é fundamental que os elementos decorativos reflitam quem eu sou.

RD: Que projetos entregou recentemente e está fazendo atualmente? Algum que curte em especial?
M.B: Recentemente finalizei um projeto residência, uma cobertura em Ipanema de 800 metros quadrados. Atualmente estou desenvolvendo um projeto comercial de um night club. Este projeto está sendo um desafio, pois nunca havia desenvolvido um trabalho nesta área, que por ter necessidades diferenciadas me levou a um trabalho de pesquisa muito grande e me fez vê-lo com outros olhos. Todos os meus projetos são especiais para mim.

RD: Algum projeto que sonha em fazer e nunca fez?
M.B: Sempre tive voltade de desenvolver um projeto voltado a uma classe mais popular e mostrar outras soluções criativas com baixo custo.

RD: Quem são seus designers de mobiliário favoritos?
M.B: No nosso clássico do design brasileiro tenho o Sergio Rodrigues como um grande exmplo. No internacional vejo Charles & Ray Eames, Mies Van Der Rohe e Arne Jackobsem como os eternos designers.

RD: Qual o maior aprendizado nos anos de profissão?
M.B: Acredito que com cada projeto aprendo um pouco na minha área. Este processo não tem fim pois o mercado está sempre constante mudança e evolução.

Comentar

Seu email nunca será publicado ou distribuído.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>