O lar de Patricia Fiuza

O portal Giz publicou em reportagem: Como na canção da gaúcha Adriana Calcanhoto: ‘Cariocas são bonitos, bacanas, modernos, espertos, diretos e não gostam de dias nublados.’ Patricia Fiuza nasceu e se criou em Brasília, mas, como outros ‘forasteiros’ que cravaram bandeira – e raízes – na Cidade Maravilhosa, costuma dizer que tem ‘alma carioca.’ Num bate-papo rápido, ligeiro e rasteiro, a gente descobre que, no caso dela, a biografia e o sotaque são muito mais autênticos do que qualquer música ou clichê.

‘Tenho uma família grande, somos em cinco filhos. Meu pai, arquiteto e advogado, sempre teve apartamento no Rio e vínhamos para cá pelo menos duas vezes por ano, até me mudar de vez’, conta. Há quase duas décadas, a arquiteta trocou a sensualidade das curvas de Niemeyer pela sinuosidade da topografia fluminense, descortinada pela janela desse apartamento que é a cara do Rio, dela e do marido, o empresário Felipe Soares. ‘Amo essa mistura de cidade com natureza. Cada lugar que você olha oferece um recorte diferente, em 360 graus.’

O cantinho que ela chama de seu foi escolhido a dedo numa área tranquila, perto do mar, ‘que possibilita que façamos quase tudo a pé e que pratiquemos os esportes que curtimos entre uma caminhada e outr’”, refere-se ao mirante privé que descortina a orla e a Pedra da Gávea. Aberto, integrado, fluido, iluminado e muito bem ventilado, o espaço é praticamente um cartão de visitas do portfólio dessa arquiteta que conquistou lugar ao sol tanto pelos projetos elegantes quanto pelas mostras de décor que destacaram suas pranchetas, como quatro edições da Casa Cor Rio”. Leia mais em http://gizbrasil.com/sem-categoria/bossa-in-rio-casa-de-patrica-fiuza/

Fonte: Giz/ Design/ Por Allex Colontonio/ 30/03/17

 

Comentar

Seu email nunca será publicado ou distribuído.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>