Restauro em convento

De acordo com matéria da Veja Rio, “Marco do período colonial, o Convento de Nossa Senhora do Carmo, localizado em frente ao Paço Imperial, resiste firme aos solavancos do progresso do Rio. Desde sua construção, no século XVII, o prédio, erguido por frades carmelitas, enfrentou tantas mudanças e usos que é surpreendente que ainda mantenha os traços originais. Em 1808, por exemplo, com a chegada da família real portuguesa ao Rio, foi desapropriado e transformado em moradia da rainha Maria I (1734-1816), apelidada de A Louca, que ali viveu até a morte, oito anos depois. Posteriormente, seus salões receberam a Biblioteca ­Real, o Instituto Histórico Geográfico Brasileiro, inúmeras repartições públicas e até uma universidade privada. Fechado há sete anos, o convento tornou-se patrimônio estadual e agora está sob a guarda da Procuradoria-Geral do Estado (PGE), que prepara uma grande intervenção de restauro e readequação. ‘Estamos terminando os projetos, e as obras devem começar até o fim do ano. Como o governo do estado não tem condições financeiras de conduzir um trabalho assim, decidimos contribuir, facilitando e ampliando o acesso à cultura’, afirma o procurador Nicola Tutungi Júnior, secretário-geral da PGE”. leia mais em http://vejario.abril.com.br/cidades/convento-do-carmo-passara-por-restauro/

Fonte: Veja Rio/ Por Pedro Moraes/ 13/05/17

Comentar

Seu email nunca será publicado ou distribuído.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>