Casa na Joatinga

Segundo matéria da Ela Revista, “Quando os arquitetos Ivo Mareines e Rafael Patalano foram conhecer o terreno do cliente, na Joatinga, era dia de ressaca.

— O mar fica a 70 metros de altura da casa, e “chovia” de baixo para cima, conforme as ondas batiam nas pedras. Era um despenhadeiro, e só para cortar as rochas levamos um ano — conta Ivo.

A inspiração para a Casa Onda, como eles a chamam, nasceu daí, e o contraste é grande com as demais construções do lugar, quase todas feitas por Zanini Caldas (1919-2001), mas bastante modificadas durante os anos. Como os muros laterais eram altíssimos, os arquitetos optaram por colar a casa neles — já que seria inviável abrir as janelas — e fazer um projeto onde todos os cômodos tivessem vista para o mar. E que vista! Autores de projetos arrojados, como a Casa Folha, em Angra, os arquitetos mais uma vez não pouparam ousadia. Os seis telhados ondulados da Casa Onda pontuam seus quatro níveis e são feitos de uma mistura de cobre com taubilha (telhas de madeira).

— Apesar de ter mil metros quadrados de área construída, a casa não parece ser tão grande. É aconchegante. E o telhado tem vidro entre os volumes, proporcionando um efeito de luz muito bonito internamente, que muda conforme a hora do dia. Os donos são jovens e queriam um projeto que se adequasse ao estilo de vida deles, e que não fosse convencional — explica Ivo, que admite não ter muito apreço às casas “cubo”, tão em voga atualmente — Nosso clima tropical pede beirais, e acho que os telhados que fazemos dão uma movimentação incrível tanto no exterior quanto no interior”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/ Ela Revista/ Por Suzete Aché/ 18/06/17

Comentar

Seu email nunca será publicado ou distribuído.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>