Pedra na decoração

Segundo reportagem da Ela Revista, “Sempre existe um detalhe que se destaca vez por outra na decoração, que não tem — e nem pode ter — a rapidez da moda. Tudo bem se você torcer o nariz para as cores da Pantone ou para o estilo industrial tão em voga. Mas, convenhamos, há que ter uma gracinha para chacolhar o status quo.

 

A bola da vez é a pedra, que despontou na Feira de Milão e marcou presença na Casa Cor São Paulo. O arquiteto Mauricio Nóbrega usa muito e diz que ela traz aconchego.

— Adoro quando faço uma reforma e encontro pedras nas paredes quando descasco. É uma delícia. Mas prefiro usar em casas. Acho que em apartamentos fica “decorativo” demais, e em quartos não usaria nunca. Uso muito a pedra-madeira, cuja cor é mais bonita — explica. A designer de interiores Lucilla Pessoa de Queiróz utiliza a pedra quando quer dar um conceito mais rústico ou até mesmo aquecer o ambiente. E concorda com Mauricio: prefere em casas. — Elas perdem perspectiva. Se usada em espaços pequenos, como quartos, somente se for para um detalhe ou uma lareira. Gosto de usar granito Siena, mármore travertino, ardósia, pedra-madeira e pedra miracema, entre tantas. Outra apaixonada por pedras é a arquiteta Marise Kessel, que defende empregar o material natural na sua apresentação mais bruta, que é atemporal e perfeito para imprimir textura no ambiente. — Vários locais são apropriados para as pedras, mas é necessário prestar atenção num detalhe: é um material mais espesso que os revestimentos industrializados — diz Marise, acrescentando que existem diversos tipos e cores (entre os que mais ela usa estão a pedra- madeira e a pedra moledo). — O uso deve ser pontual, para que o revestimento ganhe identidade dentro do projeto”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/ Ela revista/ Por Suzete Aché/ 9/07/17

Comentar

Seu email nunca será publicado ou distribuído.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>