Vernissage da exposição de Dionísio Del Santo

A vernissage da exposição de Dionísio Del Santo, que abriu ontem à noite na Múltiplo Espaço Arte, no Leblon, resgata vários momentos da carreira de obras pertencentes a colecionadores particulares. E vai mostrar  até o dia 24 de novembro por que ele é considerado por artistas, curadores e críticos de arte “o pai da serigrafia brasileira”. Pintor, desenhista, serígrafo e gravador, Del Santo (morto em 1999) deixou uma obra própria, hoje reconhecida e reverenciada. Ele foi o gravurista oficial de nomes como Carlos Scliar, Antonio Dias, Rubens Gerchman e Carlos Vergara, só para citar alguns. “Meu amor à linha, a qual se transformou em uma constante em minha arte, tem sua origem nestes dois fatos, isto é, no desenho arquitetônico e no desenho gráfico”, disse certa vez Dionisio del Santo, pensamento que está impresso na parede da exposição. Confira quem compareceu ao evento nas fotos de Paulo Jabur.

 

Comentar

Seu email nunca será publicado ou distribuído.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>