O loft carioca de Grabowsky no Casa Cor

A parede de tijolinhos maciços aparentes de um lado, a estante cheia de bossa do outro. No meio, uma cozinha integrada forrada com azulejos estampados em tons de azul, uma bancada de escritório e um clima de casa gostosa, que dá vontade de ficar e usar. Tudo junto e misturado. Pois é, o arquiteto Luiz Fernando Grabowsky criou no Casa Cor um ambiente  que valorizou todas as características do casarão, onde os espaços são amplos, pés direitos altos e janelões compridos. “Consegui integrar quarto, sala, cozinha e até uma mesa de jantar no mesmo espaço, sem ficar entulhado, com boa área de circulação e harmonia de tons e estilos. Valorizei a amplidão, salpicando com muitas obras de arte e uma marcenaria sob medida para apoiar objetos bacanas. Acho que consegui mesclar personalidade e aconchego em doses certas”, diz ele. E ainda tem um banheiro, com nicho para revistas aproveitando o vão embaixo da janela, luz natural… Enfim, dá para sair dali pensando: por que muitos casarões antigos, que são demolidos, não poderiam virar imóveis com pequenos apartamentos, nos moldes de cidades como Paris e Londres, perfeitos para jovens profissionais? Por que não manter as características originais e a fachada, que tanto valorizam a história da cidade?

Sofá, cama, cozinha e marcenaria da estante – Florense

Bancos da cozinha, mesa de centro, de jantar – Arquivo Contemporâneo

Tapete – Santa Monica

Azulejos – Portobello

Obras de arte – Galeria Tempo,

Sérgio Gonçalves Galeria

H. A. P. Galeria

Galeria  Inox

Gustavo Rebello Arte

Luiz Fernando Grabowsky – grabo@uol.com.br

Fotos: MCA Estúdio

 

Comentar

Seu email nunca será publicado ou distribuído.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>