A mostra de decoração mais importante da cidade termina hoje, mas algumas tendências apresentadas pelo Casa Cor Rio 2011 prometem ficar de vez nas casas cariocas. Além do legado que é a reforma das construções por onde passa, os móveis, tecnologia, cores, objetos de decoração, revestimentos e tudo mais que veste os ambientes da mostra serve como inspiração para os projetos que vêm por aí. Um certo despojamento e o bom humor comandaram o clima este ano.

Luminárias em formatos divertidos, combinações inusitadas e objetos dispostos de forma menos usual tiveram grande sucesso, como na Sala de Jantar de Paola Ribeiro, na Chapelaria de Verônica Valle e Mateus Viana, no Cocktail Lounge Bar, de Jairo de Sender ou na Champanheria, de Bernardo Schor e Rogério Antunes. Também ficam como destaque da edição peças inusitadas na decoração, como a cadeira do artista plástico Peu Mello colocada na escada do Grande Hall por Caco Borges ou a canoa que foi a grande estrela da Sala Bar de Maurício Nóbrega.

O concreto nas paredes e na base da cama, como na Suíte do Hóspede de Roberta Moura, Paula Faria e Luciana Mambrini, também se mostrou uma solução prática e com visual super bacana. Já a tecnologia da Suíte do Rapaz, de Isabela Augusto de Lima e João Meirelles, em que o dono do quarto pode controlar luz, som e até as portas pelo iPod é sucesso garantido entre os mais antenados. Nos móveis, o design brasileiro mostrou que está com a bola toda. Grandes nomes e revelações do ramo deixaram tudo mais bonito e funcional, sem dever nada para os produtos importados e com o charme de poder dizer que é brasileiro.

Algumas ideias não são muito possíveis no dia a dia, como um guindaste segurando o teto, como na Sala de Picnic de Alessandro Sartore, ou o banheiro sem paredes, conceito do Deca Lounge de Bel Lobo e Bob Néri, mas os efeitos foram fantásticos e a ousadia é sempre bem vinda, servindo de inspiração para o surgimento de mais novidades. Mas sem dúvida a maior lição que a mostra deixa nessa edição é saber aproveitar o que as construções têm originalmente. Um ótimo exemplo é a Sala de Banho de Nando Grabowsky. Quem tiver construções antigas pela frente para trabalhar vai pensar duas vezes antes de mudar tudo depois desse Casa Cor.