Em 2019, a Bienal Internacional de Arte Contemporânea de Curitiba entra em sua 14º edição e anuncia publicamente seu conceito curatorial, assinado pelo espanhol Adolfo Montejo Navas e pela brasileira residente em Berlim (Alemanha) Tereza de Arruda: “Fronteiras em Aberto” é o título que alinhava a edição, colocando o tema fronteira em discussão. Com data marcada para acontecer do dia 21 de setembro de 2019 a 23 de fevereiro de 2020, a proposta temática é um diálogo com a nova situação de refronteiras e desfronteiras do mundo atual, com a desconstrução das noções de fronteiras físicas, as transformações que elas sofrem no decorrer do tempo a partir das relações mutantes entre sujeito e espaço, procurando uma nova cartografia simbólica, de novos sinais.

Um dos grandes destaques da bienal será a “Noite das Galerias”. A proposta do evento é convidar o público curitibano para o lançamento de exposições em dez diferentes galerias de arte contemporânea da capital paranaense, que vão funcionar em horário estendido nos dias 18 e 19 de setembro, das 19h às 23h, com entrada gratuita.  No dia 18 de setembro, a “Noite das Galerias” acontece na SIM Galeria, com a exposição “Diálogo Cromático”, de Rodrigo Andrade; na Simões de Assis Galeria de Arte, com a exposição “Sentir a Pintura”, de Paulo Pasta; no Solar do Rosário, com a exposição “As fronteiras entre pintura e fotografia”, dos artistas Fernando Velloso e Mariana Canet; na Ybakatu, com a exposição “Os sonhos de quem estamos sonhando?”, com obras do artista Yiftah Peled; e na Zuleika Bisacchi Galeria de Arte, com a exposição “Espaços Possíveis”, da artista Adriana Cordova.

Já no dia 19 de setembro, o evento será realizado na ARQ / ART Galeria, com a exposição “Arquiteturas da Olhar”, dos artistas Letícia Lampert e Tatewaki Nio; na Boiler Galeria, com a exposição “Falso Agora”, de Felipe Lippe; na Galeria Ponto de Fuga, com a exposição “Como se nos conhecêssemos há anos”, dos artistas Bruna Alcantara, Gustavo Caboco, Ilana Bar, Melvin Quaresma, Talita Virgínia e Walter Thoms; na AIREZ – Galeria de Artistas Independentes, com as exposições “Autorretratos Não Intencionais”, de Guilherme Zawa, e “PÓSTRANSPLUS”, do artista Celestino Dimas; e na Tetra Gallery, com a exposição “Gambiarra”, de Rimon Guimarães.

Para conferir a programação completa da 14ª Bienal Internacional de Curitiba, acesse o site www.bienaldecuritiba.com.br.