A Galeria de Arte Maria de Lourdes Mendes de Almeida – Centro Cultural Cândido Mendes de Ipanema,  recebe amanhã, 25 de junho,  a mostra Matéria Escura, de Manoel Veiga, artista recifense radicado em São Paulo. Com curadoria de Agnaldo Farias, crítico de arte e professor da FAU USP, a exposição reúne um conjunto de 9 imagens que tem como ponto de partida as pinturas de Caravaggio (1571-1610), que sempre foi grande referência para o artista.
A exposição é composta de fotografias impressas em tela dessa série mais recente de Manoel Veiga, que revisita as pinturas do mestre italiano eliminando as cores e apagando tudo menos os tecidos, como roupas e cortinas, com os quais Caravaggio construía suas cenas. O trabalho começou há nove anos pela obsessão de Veiga por essas obras-primas e que de várias maneiras se conecta com sua produção recente.

Os visitantes poderão apreciar a precisão e a sutileza presentes na obra de Manoel Veiga e conhecer mais profundamente o trabalho do artista..

O título Matéria Escura refere-se a um novo tipo de matéria que não interage com a luz e que representa cerca de 80% do universo. Sua discretíssima presença é inferida pelo efeito gravitacional causado por essa matéria invisível sobre a matéria percebida pelos vários equipamentos de captação, radiotelescópios, etc. Transpondo esse raciocínio para as imagens que compõem a série em questão, o análogo da matéria escura seriam os corpos, arquiteturas, etc, que são inferidos parcialmente pela curvatura dos tecidos, explica Veiga.

Galeria de Arte Maria de Lourdes Mendes de Almeida, Centro Cultural Cândido
Mendes de Ipanema
Rua Joana Angélica, 63, Ipanema, Rio.
Abertura: 25 de junho, 19 às 21:30
Em cartaz de 26 de junho a 3 de agosto de 2019
Horário de funcionamento: terça a sexta das 14:00 as 20:00h e sábado, das 16:00 as
20:00h