Ontem, dia 02 de agosto, a artista plástica Analu Nabuco inaugurou sua primeira exposição individual na Galeria Maria de Lourdes Mendes de Almeida, no Centro Cultual Cândido Mendes, em Ipanema.  O olhar da artista sempre foi generoso com objetos relegados ao esquecimento, abandonados ou sem uso que se encontram ao nosso redor – objetos de múltiplas materialidades.  Com alma de colecionadora, Analu recolhia tudo que lhe cruzasse o caminho e chamasse sua atenção. É desta prática e desta aptidão para perceber a beleza e a utilidade no que antes era só descarte que surge  a exposição “Primeira Matéria”, que fica até 10 de setembro  , no Centro Cultural Candido Mendes.

Veja na galeria de fotos de Paulo Jabur, quem esteve presente.

 

Mais sobre a exposição: Por meio de assemblages, hoje seu centro de pesquisa artística, Analu Nabuco exercita sua liberdade de criação unindo objetos únicos e díspares como um galho de árvore e um pedaço de corda, criando uma terceira entidade em forma de arte,como descreve bem Paulo Sergio Duarte, curador da mostra: “Diante do estardalhaço contemporâneo, não falta coragem aos investimentos estéticos de Analu, ao recorrer a um procedimento tipicamente moderno e usando uma escala íntima, poderíamos mesmo dizer, doméstica”. Para Paulo Sergio Duarte, é como se esses objetos de arte “vivessem quietos e felizes numa discreta existência”.

A madeira sustenta a grande maioria das mais de duas dezenas de peças que integram a mostra. E por isso inspira o nome da exposição. São obras de diferentes tamanhos que apresentam um equilíbrio próprio em cada forma; em conjunto, revelam as relações entre objetos de múltiplas funcionalidades, propondo um novo olhar sobre eles. “O ato de colecionar algo encontrado ao acaso, algo que me surpreenda, sempre me interessou muito. Esses objetos achados são imediatamente incorporados e transformados em desejos, preciosidades indispensáveis e guardados no meu ateliê. Faço com que meu olhar circule livremente buscando outras formas de combinação que somadas desenvolvem uma poética própria”, diz Analu sobre seu processo de criação.

 

A artista

Carioca, Analu, que além das esculturas envereda o olhar também por fotografia, vídeos e gravuras, participa de exposições desde 1983 no Brasil e no exterior. Entre elas, Conversa de Tabacaria (2015), na Galeria do Ateliê da Imagem, RJ; Territórios Gráficos (2013), na Galeria EAV Parque Lage, RJ; Coletiva de Abril; (2009), na Galeria do Largo das Artes, RJ; Suporte de uma Inércia (2007), trabalho apresentado no Museu da República do Rio; 10º Bienal de Santos (2006), em na cidade paulista; Novíssimos (2005) na Galeria de Arte do Ibeu, RJ e 60º Salão Paranaense (2004), no Museu de Arte Contemporânea do  Paraná (MAC-PR), em Curitiba.

 

 

Serviço:

·         Exposição: “Primeira Matéria”

·         Galeria:       Galeria de Arte Maria de Lourdes Mendes de Almeida,

·         Centro Cultural Candido Mendes de Ipanema·

·         Período da exposição: De 03 de agosto à 10 de setembro de 2016

·         Artista plástica: Analu Nabuco

·         Curadoria: Paulo Sérgio Duarte

·         Texto: Paulo Sérgio Duarte