Max Perlingeiro e Miquel Barceló

A Pinakotheke Cultural inaugurou na terça-feira, dia 23, a primeira exposição individual no Rio do artista espanhol Miquel Barceló (1957). Na mostra, que tem curadoria de Max Perlingeiro, é apresentada sua obra recente, além de alguns trabalhos emblemáticos de sua produção, como o elefante de bronze apoiado pela tromba, semelhante ao que ocupou em 2011 a Union Square, em Nova York. No ano passado, Max Perlingeiro teve o privilégio de acompanhar a produção da série de telas brancas, no ateliê do artista, que estão na exposição. A mostra tem, ainda,  dois filmes: “Mar de Barceló”, especialmente produzido durante a execução da cúpula das nações da ONU, e “Paso Doble”, referência ao processo criativo das cerâmicas. Veja nas fotos de Marco Rodrigues.