Foi no último sábado, dia 14, a abertura da exposição “Raphael e Emygdio – dois modernos no Engenho de Dentro”, no Instituto Moreira Salles (IMS), na Gávea. A exposição apresenta 100 obras, entre desenhos e pinturas de Raphael Domingues (1912-1979) e Emygdio de Barros (1895-1986) que, diagnosticados como esquizofrênicos, frequentaram o ateliê de artes do Setor de Terapêutica Ocupacional e Reabilitação (STOR) do Centro Psiquiátrico Nacional (atualmente Instituto Municipal Nise da Silveira), no bairro carioca do Engenho de Dentro. A curadoria é do crí­tico de arte Rodrigo Naves e de Heloisa Espada, coordenadora de artes visuais do Instituto Moreira Salles. Confira as fotos de Paulo Jabur.