Não coincidentemente a artista plástica Adrianna eu, usa o seu próprio nome artístico como referencial para a exposição que abriu ontem, 24 de setembro na Luciana Caravello Arte Contemporânea.

A mostra “O mergulho de Narciso” reúne 18 obras inéditas, que reativam temas ligados ao “eu” e ao “outro” e causam uma metáfora de sentidos entre eles.

Adrianna aproveita materiais antigos e desgastados, como estojo de maquiagem, espelhos de mão, que recriam e transformam a imagem daqueles que os observam. Sua forma de tratar os temas é narrativa, se assemelhando a fábulas e mitos.

Na obra, ela traça um paralelo a  série “Lago dos Cisnes”, onde espelhos antigos emoldurados, colocados no chão de uma floresta refletem o céu, a copa das árvores e o rosto de uma menina que cobre os olhos com as mãos, e parece assim evitar o confronto direto com sua própria imagem, ou até mesmo com algo mais profundo.

Veja nas fotos da galeria como foi a inauguração!

Crédito: Paulo Jabur

Horário de visitação das exposições:

2ª a 6ª de 10h às 19h

Sábado de 11h às 15h