O site da Casa Claudia informou em reportagem: “Assinado pelo escritório americano Diller Scofidio + Renfro, o projeto do Museu da Imagem e do Som, na praia de Copacabana, carrega ousadia estética e uma bela missão: a inclusão social. “O MIS quis herdar o DNA de Burle Marx numa escala vertical, replicando em seu espaço o convívio plural da rua”, diz Elizabeth Diller, em referência ao famoso calçadão com ondas estilizadas em mosaico português criado pelo paisagista brasileiro. “Nossa meta é usar a arquitetura como uma potente ferramenta para configurar espaços democráticos.” O museu deve abrir as portas em 2014. Durante o fórum Arq.Futuro, em setembro, no Rio de Janeiro, a arquiteta falou com exclusividade à AC”. Leia mais no site.

Fonte: Casa Claudia/Reportagem: Simone Raitzik/30/10/13

http://casa.abril.com.br/materia/elizabeth-diller-fala-sobre-o-predio-do-mis-carioca