Com projetos feitos para sonhar e se inspirar, embasados na premissa do que é Essencial para morar bem, a Artefacto Belém apresenta a mostra de 2020 – “O Essencial para Morar Bem”. 

Os profissionais Alessandra Vasconcelos Correia, Ana Perlla e José Júnior, Caíque Lobo, CB Arquitetos, Estúdio Casa G e Studio GM, Heloisa Titan, Larissa Chady, Luma Rêgo, Studio Mamp e Vanessa Martins participam desta edição, aberta para visitação na semana passada.

Confira os destaques da mostra nas fotos de Marco Antonio:

Acima, espaço  Alessandra Vasconcelos Correia

Nascida em Belém, a arquiteta formada na Federal do Pará atua há 11 anos nos segmentos arquitetônico e de interiores, com expertise em criar projetos caprichados nos elementos vazados que imprimem formas e desenhos nos ambientes. “Essencial para a vida é o bem-estar”, resume. A criativa estreia com pé direito na Mostra Belém com um espaço inspirado na trajetória de Elsa Schiaparelli, a surrealista italiana de alma francesa que revolucionou o mundo da alta-costura e que se eternizaria na história. “Com o advento da pandemia, as pessoas voltaram-se para suas casas e para a vida interior”. O espaço foi traduzido com beleza, glamour e cores sofisticadas, comprovando que esse mundo pode ser perfeitamente real. O puff Dorset, a cadeira Silhouette e as mesas laterais Louise e Huis turbinam a estética, a ergonomia e a funcionalidade do cenário.

 


Acima, espaço Ana Perlla e José Júnior

Os belenenses são graduados em Arquitetura pela Universidade Federal do Pará e adeptos do estilo maximalista e de uma escala colorimétrica mais potente. Com as pranchetas na mão desde o final da década de 90, a dupla tem forte atuação nos setores comercial e corporativo. Para a Mostra Belém 2020, os veteranos assinam a composição ARCHO, com arcos feitos de pedra destacados entre os elementos que chamam mais atenção na proposta. Com sete participações no portfólio, desta vez conceituaram um point para celebração. “O bar permite o encontro de amigos, em um local que amplia os sentidos”, revelam sobre o conceito. Um lounge exala o conforto e valoriza as estrelas da Artefacto, como o sofá Illi, as banquetas Giorgio e as poltronas Carrie, entre outras peças poderosas na narrativa elegante do duo.

 

Acima, espaço Caíque Lobo

Criado em berço de engenheiros e arquitetos, a influência familiar foi decisiva para Caíque trilhar a mesma área. Formado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade da Amazônia com especialização em Iluminação e Design de Interiores, o belenense há 15 anos desenrola soluções nos circuitos residencial, comercial e corporativo. “O uso dos materiais naturais sempre está em meu trabalho”, diz. Para coroar sua nona participação na Mostra Belém, o criativo apostou em

um confortável e amplo espaço integrado. A configuração recebeu iluminação natural e boa circulação (para facilitar a convivência e a experiência do usuário) dentro do mote “Essencial para morar bem”. Para fazer jus ao nome, a Sala de Bálsamo foi recheada com o sofá Escape, a estante Tournai e a cadeira Nori – algumas das opções em mobiliário chic e mega ergonômico do catálogo Artefacto.

 

Acima, espaço CB Arquitetos

Baseado em Belém, o escritório encabeçado por Conceição Barbosa com Francisco Barbosa, Ananda Spinola, Ariane Pereira e Raphael Amaral está no ar há 27 anos. “Compreender as necessidades, os hobbies, as dores e os desejos de nossos clientes são as tarefas mais importantes dentro do nosso processo criativo”, revelam. Uma biblioteca/lounge, com mesa de estudos e living consagra a quarta vez do coletivo na Mostra Belém. “O morar bem tem sua essência no conforto e na versatilidade. Nosso espaço traz uma atmosfera recheada de acabamentos crus e texturas naturais que imprimem tranquilidade e proporcionam paz e conforto visual”, ressaltam. O conjunto ainda valoriza a beleza das imperfeições com a ideia de que o menos também pode ser chic. O sofá Nouvel, a poltrona Petrer e a cômoda Kelor reforçam a aura de plasticidade e ergonomia da cena.

 

Acima, espaço Estúdio Casa G e Studio GM

No ar desde 2016, o Estúdio Casa G tem sede na cidade de Belém. Encabeçado pelos arquitetos Giovanne Mafra e Grazi Pereira, tem atuação no Pará, Maranhão, Piauí e São Paulo. Também fixado na capital paraense, o Studio GM – dos sócios Guto Delgado e Mylena Oliveira – está há quase uma década na estrada com projetos residenciais no Pará, Macapá, Brasília e Estados Unidos. Unindo forças, experiências e novas perspectivas, os escritórios afiaram suas expertises

no conceito do layout que chancela a estreia da trupe na Mostra Belém. “Buscamos propor uma reflexão sobre o momento delicado que passamos. O espaço tende a causar impacto em nossa forma de perceber a vida e nos faz valorizar o essencial nas relações interpessoais”, explicam. A poltrona Harrison, o puff Pol e a mesa Boracay materializam ainda mais essas novas nuances.

 

Acima, espaço Heloisa Titan

A infância passada junto à natureza foi determinante para a arquiteta nascida em Belém compor histórias marcadas por elementos simples como pergolados, floreiras e grandes varandas. Graduada na Universidade da Amazônia, Heloisa está em atividade desde 2001 e assina residências em condomínios tanto na praia, campo ou cidade. “Espaços bem iluminados e amplos, com pés-direitos duplos e escadas esculturais, fazem do lar um cenário ideal para viver bem”, revela. Em sua terceira edição na Mostra Belém, ela apresenta uma configuração confortável que mescla quarto, sala íntima e de descanso. A cama Avila, a escrivaninha Enzo e a mesa de chá Spin são algumas das peças pinçadas no acervo da Artefacto que dão match com a experiência singular. “O vermelho envolve o corpo e o dourado faz brilhar a alma, no contraste de cores do lugar”, finaliza.

 


Acima, espaço Larissa Chady

O gosto pela arte e por solucionar espaços com boas ideias levaram Larissa a cursar Arquitetura na Universidade Federal do Pará. E lá se vão 25 anos na edificação de plantas comerciais, residenciais e de interiores no Pará, Macapá, Manaus, São Paulo e Miami. Entusiasta de uma estética mais limpa, ela tem como premissas em sua vida o amor, a saúde e o equilíbrio. Um estar de casa de praia com um mood leve e descontraído é a sua contribuição dentro do mote “Essencial para morar bem”, que ratifica a sua segunda incursão na Mostra Artefacto Belém. Do acervo de móveis da marca, a profissional elegeu o balanço Maloca, a mesa de jantar Lena e o carrinho de chá Semai para a atmosfera al mare chic no seu living. O conforto dos móveis, a amplitude e a integração junto ao verde das plantas são os pontos cardeais da empreitada da vez, segundo Chady.

 

Acima, espaço Luma Rêgo

Desde 2017, Luma atua como designer de interiores na capital paraense, onde nasceu. Seus trabalhos são embalados em matizes neutros, com tecidos de toque aconchegante e muito verde, elementos que imprimem personalidade e sofisticação nos ambientes. “O essencial tanto na minha casa quanto na hora de pensar o lifestyle de um cliente é entregar aconchego e beleza”, revela. Este shape delicado está presente na proposta de estreia da Mostra Artefacto Belém. O living conectado ao jantar – acomodado em piso amadeirado – joga luz sobre os móveis Artefacto. A cadeira Carrie, a estante Maurice e mesa de jantar Eclipse dão rasante no décor. “Acredito que o destaque do meu espaço seja o sofá Orfei, pois, além de ter escolhido vários módulos, optei por uma cor forte para atingir o contraste desejado”, finaliza a dona do pedaço.

 


Acima, espaço Studio Mamp

A tia de Marina Aguilera foi a referência para a belenense dar os primeiros passos no circuito. Já a sua sócia Milla Pimentel desde pequena desenhava nas pranchetas do pai engenheiro e arquiteto. Formadas pela Universidade da Amazônia, fundaram em 2014 o Studio Mamp, por meio do qual entregam conceitos arquitetônicos e de interiores em Belém, Salinas e Rio de Janeiro. “Percebemos, nos dias atuais, que precisamos acomodar conforto e sofisticação em nossos projetos”, disparam. O bem-estar que permite diferentes atividades em sintonia com o atual momento e com as funções dentro de casa dá tônica do projeto. O conjunto aposta em home office, suíte máster e inaugura a participação das criativas na Mostra Artefacto Belém. A menção honrosa vai para a cabeceira Harrison, o banco Vivika e o sofá Phili, uma combo de peças já icônicas da Artefacto.

 


Acima, espaço Vanessa Martins

Natural de Belém, a arquiteta nunca teve dúvida sobre a vocação profissional. Graduada na Universidade Federal do Pará, com mestrado na UFSC, desde 2000 ela pratica arquitetura e interiores no Pará, Rio de Janeiro, São Paulo, Miami e Itália. O seu traço passeia por uma contemporaneidade com pitadas clássicas, cores neutras e um mix de texturas e matérias-primas naturais. Para esta que é a sua terceira participação na Mostra Artefacto Belém, Vanessa desdobra um living amplo compartimentado em estar e jantar. “Após o período conturbado em que ficamos recolhidos e pudemos olhar mais para o nosso lar, ter ambientes sem excesso, que priorizem o bem-estar, o conforto e a praticidade, mostrou-se fundamental, sem, contudo, deixar a beleza em segundo plano”, ressalta. O módulo Maddox, o buffet Constantin e a mesa de jantar Jud, da Artefacto, adicionam um glamour extra ao projeto.

 

 Artefacto

Avenida Gentil Bittencourt, 643 – Nazaré Belém / PA

Telefone (91) 3120-9010

Funcionamento da loja: segunda a sexta, das 09:00 às 19:00. Sábados, das 09:00 às 14:00