A Edição da Mostra Artefacto 2020 reúne grandes nomes da arquitetura em ambientes que abordam tudo aquilo que é essencial na vida contemporânea. A Coleção Edition 2020 assinada por Patricia Anastassiadis busca inspiração nas formas naturais e no próprio ser humano. Confira nas fotos abaixo.

Agora a Artefacto dá outro passo importante apresentando a terceira geração da família Bacchi. “Meus filhos estão sendo preparados assim como fui preparado pelo avô deles, o Albino Bacchi. Cresci na indústria, passei por todos os processos, convivi de perto com grandes arquitetos que escreveram capítulos importantes dos interiores no Brasil, confiando na nossa marca, para depois montar a operação lá na América do Norte – hoje a Artefacto é líder de mobília no sul dos Estados Unidos. Formados pela Universidade de Miami, cada qual com suas características e qualidades específicas, eles entram de forma permanente: Pietro na área de Vendas e Marketing; Bruno tocando Logística e Investimentos”, explica Paulo Bacchi.

     

Acima, espaço da @afarquitetura –  Alexandre Lobo e Fábio Cardoso :  Os profissionais cariocas, em sua sétima participação na Mostra, projetaram um living com jantar integrado, numa ambientação que conta com paleta em variações de branco e mobiliário de medidas fartas. São mais de 100 m² de acolhimento e clima de lazer, tudo com a aura perfeita para quem gosta de receber com intimidade e bom gosto. “É essencial que tenhamos um ambiente agradável em casa, que convide ao relaxamento; e no trabalho, que nos inspire e nos traga ânimo”, detalha Cardoso sobre como o tema da Mostra se encaixou ao projeto. A poltrona Carrie, o pufe Dorset e a mesa Halston são alguns dos destaques da curadoria da dupla, que ainda inseriu no espaço um jogo de texturas très chic.

 

Acima, espaço da @analuciajucaarquitetura – Ana Lúcia Jucá:  Para juntar as preferências por ambientes claros, leves e refrescantes no estar que projetou para a Mostra, a arquiteta misturou tonalidades como cinza, branco e menta. A verticalidade do espaço, que tem 6 m de altura, também foi uma das cararacterísticas da área que ela explorou para enriquecer o composé. “Essa mistura de core combinada com a incidência da luz natural vieram a calhar e deram bastante sentido ao que eu estava buscando”, explica. O lugar traz uma sensação de amplitude, aparentando ser até maior do que a dimensão real do projeto – aqui, as faixas brancas e cinzas das cortinas em linho reforçam essa impressão. Do portfólio da Artefacto, reluzem os biombos Sinclair, que cumprem o papel de “portier” das cortinas; duas poltronas Pol, que seguem o color code do living; e o sofá Discovery, que é modular e possibilita diversos arranjos na disposição das peças.

 

Acima, espaço da @aparecidadesign  – Aparecida Barreto: Nascida em Niterói, Aparecida Barreto sempre soube o que queria fazer da vida. “Cresci vendo meu tio decorar e estar rodeado por artistas. Ele foi sem dúvida quem despertou meu lado criativo”, explica a designer de interiores formada na Escola de Belas Artes da UFRJ. Com atuação em projetos residenciais e corporativos, tanto no Brasil quanto nos EUA, ela faz neste ano sua segunda passagem pela Mostra. O projeto, um estar amplo, claro e elegante, conta com minúcia nos detalhes. “O essencial na minha vida pessoal e no meu trabalho é a harmonia e o equilíbrio. Na hora de criar, penso muito nas necessidades e nos sonhos de quem vai habitar”, diz. Um dos destaques do ambiente está na seleção das cores, como o verde acqua e o coral dos tecidos e das telas que foram combinados ao cinza de peças como o sofá Majestic, a mesa de chá Giarre e a poltrona Phili.

 

Acima, espaço  da @void.arq  – Bruno Senna e Gustavo Magalhães:  Bruno e Gustavo formam a dupla por trás da Void Arquitetura, há dois anos no ar e que agora debuta na Mostra Rio com projeto que valoriza o essencial em nossas vidas: a família e os amigos. Para desenhar o composé, rico em texturas, eles criaram um layout integrado com salas de jantar e estar. “A ideia era criar uma sensação de amplitude no ambiente”, explica Bruno. “Escolhemos retratar a área social de um apartamento pensando nesse espaço como um local de estímulo ao convívio com as pessoas que gostamos”, completa Gustavo. O resultado é um ambiente que se apoia no mobiliário para criar delimitações, com uma curadoria que brinca com as antíteses. Peças como o buffet Greta e a mesa lateral Marc conectam o clássico ao contemporâneo. Já o sofá Kubrick, outra joia rara do selo Artefacto, injeta personalidade e alinhava a narrativa aconchegante proposta pelo duo.

 

 

Acima, espaço  da @carlanapoliaoarquitetura – Carla Napolião:  Os looks cleans, contemporâneos e a plasticidade visual são os três principais elementos que marcam presença nos trabalhos da arquiteta Carla Napoliao. Com atuação na Cidade Maravilhosa e em Sampa, a carioca estreia neste ano na Mostra Artefacto Rio com um espaço de 77 m². “Busquei provocar uma sensação de paz por meio das cores e das texturas que remetem à areia da praia”, compara. Esse resultado foi possível graças a uma a_ nada seleção de móveis, pensada para estimular o convívio familiar, como o módulo Plein – capaz de acomodar todos os habitantes da casa. A combinação dos tons de branco, bege e cinza foi indispensável para o conforto visual do projeto, salpicado por plantas naturais dentro da toada fresh. O cenário ainda tem a moldura Boyer e a cama Brasília, acomodada dentro de uma caixa de marcenaria, para garantir o sono em atmosfera cozy.

Acima, espaço da @claudia_pimenta @patyfranco72 – Claudia Pimenta e Patricia Franco: Sócias há 16 anos, a arquiteta Claudia Pimenta e a designer de interiores Patrícia Franco assinam trabalhos que equilibram proporções com excentricidade, em efeito de alta performance. “Nossa missão é sempre desenhar projetos convidativos”, explica Patrícia. Para isso, elas chegam à Mostra 2020 com um living acolhedor em que predominam as cores neutras e as matérias-primas naturais. “O céu é o limite para o essencial. Queremos que o visitante perceba os detalhes do ambiente e queira experimentar o espaço”, complementa Claudia. A dupla pinçou a charmosa mesa lateral Louise, uma das mais pedidas da coleção Artefacto, para contrastar com as peças com linhas retas. A mesa de jantar Jud, em acabamento ônix, e o sofá Harrison, com pé palito, dão o match exato entre o acolhimento e a sofisticação.

Acima, espaço da @cristinacortesarquitetura – Cristina Côrtes:  Especialista em projetos residenciais e comerciais, Cristina Côrtes caprichou em seu ambiente na Mostra 2020. O loft de 150 m² traz conteúdo humanizado, imaginado para um personagem: “O ambiente foi projetado para uma jovem sommelier apaixonada por vinhos e que adora receber os amigos”, conta. O banco Vivika é quem recepciona os convidados que embarcam no universo imaginado pela arquiteta. Para conduzir o público, esse percurso conta com cores neutras e tons terrosos dispostos pelo ambiente, elementos que trazem descontração e elegância à trama. O módulo Lounge acomoda confortavelmente e delimita a ambientação. Os jantares harmonizados são servidos na mesa Halston e no fim da noite, quando os convidados forem embora, é na cama Piet – que conta com uma belíssima cabeceira estofada – que a anfitriã tem seu merecido descanso.

Acima, espaço @daviddefizio_arquiteto – David Defizio:   “Essencial na casa é ter conforto, mas sem perder a elegância dos momentos na hora de receber os amigos”, comenta David Defizio. Nascido no Rio de Janeiro e desde 2017 habitué da Mostra, foi ainda criança que ele escolheu a arquitetura como ofício. No ambiente de 85 m² que projetou, a aura aconchegante do espaço foi materializada com a ajuda de cores em tons sóbrios, num mix de cinzas e marrons. O espaço, que inclui sala de estar, quarto e hall de entrada, mescla madeira, aço inox e revestimentos em porcelanato: escolhas estéticas que dão a tônica do repertório do carioca. Destaque para o sofá Maddox, a poltrona Poline e o aparador Croma, móveis que aparecem poderosos na ambientação que ainda leva obras de arte escolhidas a dedo pelo arquiteto. “Para completar, trouxe para o projeto fotografias de lugares que remetem a lembranças de viagens que fiz”, finaliza.

 

Acima, espaço @dudaportoarquitetura – Duda Porto:  “Não existe uma casa para uma vida inteira, mas sim para diversos momentos da vida”, aponta o arquiteto Duda Porto. Para ele, o essencial na hora de montar um espaço é entender se ele é compatível com o estilo de vida de quem vai morar ali. “A nossa casa precisa se adaptar às nossas necessidades, não o contrário”, reforça. Para a Mostra 2020, ele apresenta um projeto com 66 m² de área que preza pela autossuficiência, sustentabilidade e inovação. Pensado como um espaço também para confraternizar com os amigos, o ambiente conta com poucos ornamentos – sem medo de ser clean – e o mobiliário consistente da Artefacto com revestimento em couro, linho, madeira e mármore. A cama Ayna (uma king size que chega a ser um tutorial de conforto), a mesa de jantar Lasia e o buffet Kep são algumas das joias que o profissional colocou para jogo.

 

Acima, espaço Fabio Bouillet e Rodrigo Jorge @bouillet @rodrigojorge: Fabio e Rodrigo  contam com 17 passagens pela Mostra Artefacto. A edição 2020, no entanto, é especial para a dupla: é o último projeto que assinam a quatro mãos. “Eu falo que é o nosso canto dos cisnes, um momento de despedida, mas sem esquecer tudo o que _ zemos juntos”, explica Rodrigo. Para celebrar o _ m desse ciclo, os arquitetos desenharam um espaço que carrega a alma dos trabalhos que assinaram ao longo do tempo, em um ambiente que conta com academia, suíte, estar e cozinha. “A gente também trouxe neste ano uma tendência internacional que pouco tem se falado no Brasil, que é o retorno dos tons um pouco mais terrosos”, adianta Fabio. Para isso, eles equilibram no ambiente peças brutas com elementos de pegada industrial. A mesa Trevi, a poltrona Liberty e o sofá More, do dream team Artefacto, dão check-in na ambientação.

 

Acima, espaço @arquitetajacquelinesantos – Jacqueline Santos:   “Eu quero que as pessoas que visitem o projeto consigam enxergar o espaço como se fosse a casa delas”, comenta a arquiteta Jacqueline Santos. Com três décadas de riscado, o escritório que comanda tem como traço determinante a forte pegada contemporânea. Neste ano, ela entrega à Mostra uma proposta que tem zero medo de parecer ambiciosa: um oásis a céu aberto, inspirado nos templos do Oriente Médio. “O projeto para os ambientes surgiu de forma muito orgânica, já que esse ano pudemos também explorar todos os espaços externos, incluindo o hall e as laterais cobertas”, descreve. Para isso, apostou nos tons neutros e na funcionalidade do mobiliário Artefacto. Osofá Jaen é um dos itens que convidam os visitantes a sentar e relaxar, do jeitinho que Jacqueline sonhou. A mesa Zalla leva um toque de sofisticação à ideia e o irresistível balanço Angatu dá leveza extra à cena.

 

Acima, espaço Juliana Massoti e Melissa Sad – @julianamassoti_interiores @melissa.sad Quando criança, a designer Juliana Massotti desenhava cidades para brincar. Já Melissa Sad, na adolescência, não abria mão de ajudar nasreformas nos imóveis da família. Há cinco anos sócias, hoje, em dueto, unem expertises para a elaboração de projetos residenciais e comerciais. Nesta edição da Mostra Artefacto, elas projetaram um lounge curvo que reproduz a lógica do abraço. “Pensamos em um ambiente em cores neutras com iluminação pontual, sempre buscando aconchego”, explica Juliana. “Também colocamos no espaço uma adega, tudo para brindarmos a vida, pois uma taça de vinho sempre rende bons momentos”, destaca Melissa. Com 70 m², o living é composto por sala de estar, jantar e uma área para leitura e relaxamento. O imponente sofá Argand, o elegante biombo Sinclair e o funcional buffet Constantin estão entre os highlights do conjunto.

 

Acima, espaço @leiladioniziosarqinteriores – Leila Dionizios:  Os projetos que brotam do escritório de Leila Dionizios misturam tons neutros e notas clássicas sobre bases contemporâneas. Em mais uma Mostra, a arquiteta pescou referências na estética italiana das décadas de 1940 e 1970. “Pensamos em um ambiente que trouxesse conforto, acolhimento, praticidade e organização, mas sem deixar de fora o tom elegante e urbano que imprimo nos meus trabalhos”, explica. Com pouco mais de 100 m², ela chega nessa edição com uma sala de jantar e estar que evidencia expoentes da grife Artefacto como o banco Lucero, a moldura Elie ou a mesa de centro Shade. Especialista em luminotécnica, esse recorte também ganhou relevância no conjunto da obra. “A iluminação foi projetada para ser relaxante, discreta e funcional, mas ao mesmo tempo considerando o consumo energético consciente, uma das nossas prioridades”, arremata.

 

Acima, espaço da @mpa.arquitetura – Natalia Paes e Simone Meire:   Com projetos assinados em estados como Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul, e em países como Estados Unidos e Portugal, Natalia Paes e Simone Meira, do MPA Arquitetura, são veteranas na Mostra: lá se vão 17 edições. Para a dupla, montar um ambiente dentro do tema “essencial” não foi um desafio. “Combinamos no espaço elementos que trazem paz e um clima aconchegante, assim como inserimos expoentes que carregam luz e harmonia para o projeto”, enumera Natalia. “Também demos um toque de sensibilidade, algo indispensável para o lifestyle dos nossos clientes”, complementa Simone. Com 50 m², a sala de estar que assinam elenca móveis em vidro, madeira e fibra, três materiais que são marca do trabalho das duas. No living, a poltrona Castalla, da Beach & Country, faz companhia a peças como a mesa de jantar Kham e a estante Dai.

 

Acima, espaço @paolaribeiroarqinteriores – Paola Ribeiro:   O escritório de arquitetura e interiores de Paola Ribeiro, que tem unidades no Rio de Janeiro e em São Paulo, ao longo do tempo se tornou referência de mercado em projetos de design residencial, comercial e hoteleiro. A pegada atemporal e contemporânea dos projetos que confabula virou marca registrada da casa e aparece no espaço que explora nuances de branco, preto, cru e bege que ela apresenta nessa edição da Mostra RJ. “Me inspirei nos lofts novaiorquinos para montar um ambiente que cruza living com sala de jantar e cozinha integrados, além de quarto, closet e banheiro”, detalha. Com cerca de 130 m² de área, a escolha do mobiliário teve como propósito levar ao ambiente uma atmosfera cozy. O sofá Raja, a cama king size Avila e o carrinho de bar Semai estão entre os itens que cumprem esse papel. “O essencial para mim é o aconchego, o conforto e a beleza”, sentencia.

 

Acima, espaço da @rmtavoraarquitetura – Regina e Mariana Távora:  Rosa, azul e branco são matizes que conduzem o projeto que Regina e Mariana Távora apresentam na Mostra deste ano. Com referências ao que é afetivo e ao feminino, a dupla de arquitetas trouxe para essa edição um ambiente que une sala de jantar e leitura, copa, além de um quarto master combinado a varanda para contemplação do pôr do sol. “Temos como ponto de inspiração a ideia de que o essencial é invisível aos olhos e só pode ser visto com o coração”, explicam. Toda essa delicadeza está expressa na curadoria dos móveis. “Queremos que as pessoas se sintam, de fato, como se estivessem em suas casas acolhidas e abraçadas dentro de uma atmosfera de paz, conforto e beleza”. A cama Piet, o sofá Piero e a mesa de centro Yego, peças que fazem parte da comissão de frente da Artefacto, estão materializadas elegantemente na ambientação das profissionais.

 

Acima, espaço  @ricmelo.rodpassos.arq – Ricardo Melo e Rodrigo Passos:  Os arquitetos cariocas Ricardo Melo e Rodrigo Passos somam referências de décor há mais de duas décadas. Neste ano, os dois estreiam com pé direito na Mostra RJ com um projeto de 100 m² que contempla estar, jantar, estação de trabalho e ala de descompressão. “O tema desta temporada foi interpretado em um ambiente de cores frescas, por meio de uma paleta de verdes esmaecidos. Tudo visualmente elegante, leve, descontraído e despojado, mas com sofisticação”, defende Rodrigo. A praticidade e funcionalidade dos espaços ficaram ainda mais ressaltadas pela mistura fina do catálogo Artefacto – combinação que inclui o sofá Gardu, a mesa de centro Milpa e o aparador Manui. “Tiramos partido de um pilar circular para ser o divisor espacial e projetamos uma estante elíptica envolvendo o elemento estrutural”, finaliza Ricardo.

 

Acima, espaço @antuneseschorarquitetos – Rogério Antunes e Bernardo Schor: Veteranos na Mostra, os arquitetos já celebram mais de 30 anos de parceria – a amizade surgiu ainda nos tempos de faculdade, no Rio de Janeiro. Este ano, eles apresentam o tema “O essencial para morar bem” com conceito de lounge que agrega gourmet e living e dá aula de como a arquitetura pode valorizar ainda mais o recorte de interiores. “O projeto tem como um dos destaques a valorização da pedra nacional, originária do Espírito Santo, que tem belos veios em granito puro – granito negro”, explica Rogério. “O painel serviu como um pano de fundo para um sofá hiper dimensionado que também compõe uma área de convívio bastante dinâmica”, complementa Bernardo. O módulo que ele cita é o Escape, que permite variadas combinações. O tampo de granilite das mesinhas componíveis, da série Niki, também dá um up no arranjo que ainda tem a poltrona Belgravia.

 

Acima, espaço @sergiopaulorabelloarquitetura – Sérgio Paulo Rabello: O espaço que o arquiteto Sérgio Paulo Rabello desenhou para esta Mostra Rio não poupou no quesito luxo. Com 90 m², o ambiente conta com um lugarzinho para a leitura e para o trabalho – alô, home officers – , e um living, que tem a pegada perfeita para quem gosta de receber. “Tentei trazer o tema da Mostra desse ano a partir do que conceituamos como morar bem. Quis refletir isso a partir das expectativas de quem sonha em ter uma casa acolhedora e que também tenha a sua cara, que represente bem o seu lifestyle”, comenta. Tons claros em cinza, estanho, prata e branco fazem companhia a um mobiliário selecionado, sobretudo, pelo conforto que proporciona. A mesa de jantar Poiret acomoda louças inglesas, em delicado tom rosé, do acervo de Burle Marx. A poltrona Desert e os puffs Dorset são outras estrelas que brilham na leitura decorativa do dono do pedaço.

 

Artefacto Rio de Janeiro –  Casa Shopping Avenida Ayrton Senna, 2150 – Bloco K Telefone (21) 3325-7667 Funcionamento da loja: segunda a sexta, das 10:00 às 19:00. Sábados, das 10:00 às 18:00