Em março de 2010, a Artefacto – uma das mais luxuosas grifes de móveis do país – lançou no Rio a linha Beach & Country (B&C), com peças exclusivas para casas de praia e de campo. Em entrevista ao Radar Decoração, Wair de Paula, diretor de estilo da grife, conta sobre as novidades que acabam de chegar ao showroom do CasaShopping.  Responsável pela pesquisa e compra de móveis e acessórios da nova marca e ainda pela criação de muitas peças vendidas nas lojas, ele faz também um balanço do primeiro ano da B&C entre os cariocas.

O que você destaca nas novas coleções?
Tem tecido novo, um mix de linho e gabardine em cores marcantes, como roxo, amarelo, vermelho… Dá um efeito supersofisticado aos móveis. Os tapetes Kilim recém importados estão bárbaros. Tem vários sofás novos como Samsara, lindíssimo, e o Stampa, que é uma delícia, com 1 metro de profundidade. A gente tem vontade de se jogar nele. As cadeiras Reese estão fazendo sucesso na mostra Artefacto Beach & Country, que ocupa as vitrines da loja do Rio, elas estão no loft criado pelo arquiteto Adriano Amado.

Qual o seu balanço de um ano da linha Beach & Country no Rio?
Sucesso total que resultou num significativo aumento de vendas. Eu montei a loja da Artefacto no Rio, junto com o Eduardo Machado, também diretor da marca, há uma década. A entrada da Beach Country ano passado resultou numa mudança no visual da loja que ficou a cara do carioca. Uma pessoa que sabe como ninguém combinar com estilo uma roupa mais sofisticada com sandálias havaianas. Conseguimos traduzir este put together no showroom da loja do Rio, para mim um dos mais bonitos da grife.

O conceito da linha se mantém?
A B&C é uma mistura de estilos e culturas… Garimpei móveis dos quatro continentes, África, Ásia, Europa, Américas… Eu importo peças com tiragem limitadíssimas e as personalizo com um novo acabamento e acessórios, aplico um botão antigo que comprei na China, forro com pedaços de tapete indiano e por aí vai… A B&C tem esse caráter de exclusividade que eu adoro e trago do mundo da moda, em que me inspiro para criar… Tem essa pegada de mix de épocas, mas com um apelo bem contemporâneo.

Quais são as suas peças xodós?
Ah, tem várias. Os abajures de murano são lindos e feitos no Brasil com a técnica original por um mestre vidreiro italiano. A poltrona Basile é a cópia de uma poltrona que minha avó tinha no seu ateliê de costura e eu amava me esparramar nela quando criança. Eu redesenhei a peça só que com 1m30 de largura, ultraconfortável.