O arquiteto Caco Borges se define como o mais feliz e ao mesmo tempo o profissional com a maior responsabilidade em relação ao Casa Cor Rio deste ano. Ele é o responsável pelo Grande Hall, que além de ser o maior ambiente da mostra, é também o mais imponente. O espaço é um salão no primeiro pavimento que tem pé direito de 9 metros. “Assim que entrei na residência me encantei com aquele salão. As pessoas entram e têm um grande impacto ao vê-lo”, conta Caco.

Para dar conta desse trabalho tão grandioso, ele quer preservar o estilo francês do palacete e dar um toque contemporâneo. Serão utilizadas peças de designers brasileiros e obras de artistas contemporâneos, da geração pós anos 80, como uma escultura que vai sair do teto e ir até o chão, além de uma iluminação super sofisticada. “Acho fundamental preservar o estilo local e trazer atualizações. Você pode misturar as raízes e fazer um produto de acordo com o momento e o lugar em que você está. Essa é uma tendência mundial. O estilo é francês, mas quero misturar com o charme e a bossa carioca, com a contemporaneidade”, diz o arquiteto. Caco, que já participou de 18 edições do Casa Cor, afirma que essa é a casa mais bonita que a mostra já teve.  “É uma residência que todo mundo sempre teve curiosidade de conhecer. Estou muito empolgado com a alegria e a responsabilidade de fazer esse ambiente”, conta.

Caco Borges Arquitetura e Interiores

Av.Ataulfo de Paiva, 341 / s202 – Leblon

t. 21 2239 8082 CEP. 22.440-032

www.cacoborges.com.br