Para o loft da chef, a arquiteta buscou inspiração na culinária. O ambiente tem uma pegada industrial, com objetos de design e poucas paredes, criando clima aconchegante e descolado.

No loft, o centro das atenções vai para a área gourmet. Lá a Chef cria novas receitas, recebe os amigos, dá pequenos cursos e palestras… A mesa de jantar, feita em madeira de demolição se une a ilha de trabalho. As cadeiras ajudam a dar o clima cool e o toque industrial ao espaço. As luminárias exclusivas, foram criadas pela Interpam e os armários da Todeschini trazem acabamentos diferentes: o basalto imita a cor da lava pretrificada; o caynon, cria um efeito 3D e o cydonia, traz a tendência do nude para a decoração da cozinha.

Vemos a preocupação da Bianca com a sustentabilidade, na medida em que traz peças mais rústicas ao seu ambiente. Como a mesa de centro e o painel de cordas, ambos de sua autoria. A iluminação foi toda feita em LED e o piso em PVC reciclado.

As cores que marcam o ambiente são: branco, cinza, madeira e terracota, repleto por muitas peças da Galeria 021.