Casa Roberto Marinho inaugurou ontem à noite (5/12) duas exposições com casa cheia, apesar da chuva. A mostra “O Jardim”, que ocupa todo o térreo, reúne 11 artistas contemporâneos convidados por Lauro Cavalcanti, diretor do instituto, a criar múltiplos inspirados pela temática ‘jardim’. Interessante observar que cada um abordou um aspecto diferente: a vegetação, os insetos, a fonte, a inspiração na obra de Burle Marx, os utensílios de jardinagem…

Já a coletiva “Duplo Olhar” propõe um diálogo entre a pintura e a fotografia modernas brasileiras, a partir de sete recortes conceituais. Com curadoria de Marcia Mello e Paulo Venancio Filho, a exposição apresenta obras de Tarsila do Amaral, Di Cavalcanti, Guignard, Pancetti e Portinari, entre outros. Na impressionante seleção de fotógrafos, há Fernando LemosJosé Oiticica, Geraldo de Barros, Marcel Gautherot, Pierre Verger, Gertrudes Altschul e Jayme Moreira de Luna. Pintura e fotografia, lado a lado, sem hierarquia entre uma e outra.

Com as novas mostras, a Casa Roberto Marinho celebra o segundo ano de atuação na cidade, com programação diversificada e aberta ao público. O Rio agradece.  Confira a galeria de fotos de Miguel Sá:

Acima, Ricardo Nauenberg, Marcia Braga, Luis de Queiros, Beatriz Milhazes e Lauro Cavalcanti

Acima, Chica Granchi, Antonio Cicero,  Chica Granchi e Antonio Cicero

Acima, Carolina Olinto, Ronaldo Simoes e  Carlito Carvalhosa

Acima, Luiz Guilherme Vergara, Jessica Gogan, Marcia Fadel, Antonio Manuel, Marta Fadel e Beatriz Caillaux

Acima, Suzana Queiroga , Marcia Mello e Isabel Amado