Contando com a participação de mais de 60 profissionais, a 2ª edição da CASACOR Ribeirão Preto abre suas portas na cidade nesta quarta-feira, 7, e permanece até o dia 22 de setembro.

No total, 41 ambientes irão trazer o tema central da mostra: “Planeta Casa”. Em uma área de 2.700 m2, os projetos de quartos, lofts, cozinhas, banheiros e áreas comuns trazem diferentes linhas criativas para todos os perfis de consumidores, com proposta de refúgios particulares acolhedores usando diversos materiais que apesar de distintos, se completam. 

foto de capa:   Lounge de Entrada e Varanda Gourmet por Adriana Fontana:  tons de cinza conversam com o verde na tapeçaria, que exibe equilibrada composição de cores – marca do trabalho de Adriana. O rosa surge de forma pontual e afirma a composição delicada. A luz de fora atravessa as persianas e participa do cenário, sutil e marcante. (credito: Felipe Araújo) 

“Para esta segunda edição, teremos um time de grandes profissionais que promete surpreender e trazer novas formas de morar e viver no mundo contemporâneo. O elenco reúne arquitetos, designers e paisagistas de vários estilos, que terão o desafio de apresentar os seus trabalhos dentro do tema da mostra. Além disso, juntos buscamos soluções pensando no uso consciente e eficiente de materiais e reaproveitamento.”, conta Mauricio Siqueira, diretor do evento.

Loft Essencial de Cacau Ribeiro :  Para a arquiteta Camila Ribeiro Cury, essencial é estar com a família. Por isso, ela imaginou esta área de convivência confortável e cheia de significados. Os caixilhos formam estantes e trazem tanto a luz natural como o jardim para o interior. A luminária é de Ingo Maurer, a poltrona tem desenho de Sergio Rodrigues e a mesa de centro, de Rodrigo Ohtake. A cozinha e a sala dividem o mesmo grande vão e todos os materiais conversam. Principalmente a madeira, que reveste piso e teto. A marcenaria soluciona o espaço com funcionalidade – repare também nos ganchos que ocupam toda a extensão e são versáteis para organizar utensílios. 

 

Loft DECA de Mariana Orsi:  Os 56 m² se expandem e adquirem a dimensão do jardim que adentra o espaço integrado. Painéis de vidro são responsáveis pelo fechamento, enquanto o teto, recortado por algumas aberturas, é revestido de Tauari maciço. Um material que remete a uma casa de palafitas. As poltronas Diz são de Sergio Rodrigues.

 

Bar CASACOR de Marcelo Camargo e Bruna Zambuzi:   A dupla converteu as referências trazidas de grandes cidades pelo mundo nesta combinação. Na paleta, o esmeralda ganhando intensidade diante da base discreta, que adquire profundidade com a iluminação cênica. A atmosfera cosmopolita também deriva da escolha do mobiliário, assinado por Paulo Alves e Zanini de Zanine.

 

Meia Casa de Mariana e Filipi Oliveira:  A dupla do escritório MF+Arquitetos representa um estilo, que também é uma vontade, de estar em casa desconectado. Contemplar, vivenciar e receber são verbos conjugados nestes espaços, que dosam a luz e a integração com a área externa graças aos muxarabis. As linhas retas e concisas ganham vida com o teto de madeira e parede de pedra, no essa~co que faz uma alusão à cozinha da roça e ao jeito brasileiro de morar.

 

Loft Essência Feminina por Simone Pedreschi : Sustentado por quatro pilares robustos, o espaço de 60 m² traz uma planta livre e integrada. Os móveis são sólidos e delicados, como nas mesas de apoio e na poltrona no tom rosa seco. Os detalhes em cobre e dourado não passam despercebidos, assim como o apelo sensorial do linho e do crochê.   A sala e a cozinha estão sob o mesmo teto de madeira ripada, que desce pela parede. A área funcional com a pia foi encaixada no nicho, em um exemplo da linguagem minimalista que define o projeto.

 

Galeria de Arte por Cássio Moraes :  A construção em steel frame preencheu de forma rápida, limpa e sustentável o terreno vazio. Placas cimentícias enveloparam teto e paredes, com cores neutras que criam um espaço de leituras e reuniões do colecionador. Nesse cenário propositalmente discreto, o olhar é desviado para o que de fato importa na galeria: as obras de arte. No caso, peças do Arter Atelier e móveis de Sergio Rodrigues, Jader Almeida e Pedro Useche. As séries de foto-arte e de pinturas são de Ana Isméria e Maysa Pettes.

 

Living Perene por C4 Arquitetos: O pensamento é inverso: o living é que complementa a área gourmet, assumindo um caráter multiuso. A seleção de design brasileiro chama a atenção e reverencia a arquitetura original da casa – inclusive, alguns pilares originais foram preservados com revestimentos em vidro que os transformam em obra de arte. Falando nisso, gravura e quadros do fotógrafo baiano Kiolo ocupam as paredes.  A madeira assume papel de destaque no teto, recortado por claraboias. Elas aproveitam a luz natural. assim como as generosas janelas de freijó. A mesa tem design de Arthur Casas.

 

Welness Lounge  por Roberta Alonso e Mariana Oliveira –  O uso combinado da estrutura metálica com o concreto e a madeira define o espaço. Um enorme galho, inclusive, foi reaproveitado para dar sustentação à cobertura. Com vocação multiuso  uso  o ambiente reúne poltronas e estofados variados, iluminação versátil em trilhos e um layout fluido. Sem barreiras visuais, a conexão com a natureza é total.

 

Casa Dois por Fabrício Frezza e Gabriel Figueiredo : O nome vem da intenção do espaço, de ser um segundo lar para o casal. Os 80 m² se tornaram acolhedores com a cartela de cores suave e mobiliário contemporâneo, somados a uma coleção de peças e arte repletas de memórias afetivas. Tudo para reforçar a sensação de intimidade que o ambiente propõe.

 

Cozinha de Todos  por Luana Milani e Ricardo Pagnano :Teto em bambu e peças de cobre convivem e somam as sensações de acolhimento e sofisticação – dois conceitos essenciais do projeto. Repare que o cobre aparece no lustre, nos filetes que contornam a bancada e na coifa com desenho exclusivo. O contraste vem do Dekton, na cor Entzo Natural, aplicado na pia, na bancada e na frente das gavetas.

 

 

Varanda Movimento por Daniela Alves Trovo: O brise criado pelo escritório tem um desenho fracionado, permeável à luz. Ao mesmo tempo, gera um movimento único com o jogo de sombras, com grafismos que se transformam com o passar das horas. Internamente, o espaço foi revestido em madeira e teve a parede principal ocupada pelo frescor do jardim vertical.

 

Terraço do Encontro por Isabela Montans:   A luz desenha o espaço, atravessando o forro de bambu e os brises de ferro reutilizado. No chão, o padrão chevron em preto e branco dá o tom contemporâneo. A parede verde injeta cor no espaço, que exibe itens de design como a poltrona Circle, de Hans J. Wegner.

 

Home Office por Mariana Ciciarelli:  O olhar atento reconhece o charme de Paris e a alma feminina na essência deste espaço criativo. O piso chama a atenção pela cor azul, que também está nos detalhes da poltrona do Studio Massa. Ao centro, a escrivaninha tem desenho de Arthur Casas. A gravura é assinada por Maysa Pettes.

 

Hall & Escada Infinito por Rosana Ferreira e Aldo Jordão:   A obra do cineasta Wes Anderson foi o ponto de partida, com seu apelo visual. Por isso, a dupla investiu no clássico, como no mármore Carrara. No alto da escada, o jogo de espelhos dá amplitude e cria o efeito de infinito que dá nome ao projeto.

 

Quarto dos Passarinhos por Alexandre Milhomem: O lustre foi banhado a ouro e os móveis ganharam folhas de ouro e prata, além de revestimentos de veludo. Nas paredes, a nobreza do quartzito. A designer Silvia Heringer personalizou a roupa de cama e o tecido do teto, que remete a um ninho – ‘’passarinhos” é o apelido carinhoso do casal.

 

Praça dos Encontros por Andrea Esteves:  Tudo partiu do aproveitamento de um terreno sem ângulos retos, que possibilitou criar um passeio cheio de encontros prazerosos. Ao mesmo tempo que reconectam homem e natureza, os espaços sugerem a relação com a tecnologia. Ela aparece, por exemplo, na coluna que flexibiliza os focos de luz e na escultura “Sinta-se”, que vaporiza aromas para ativar os sentidos.

 

Sala da Família por Patrícia Makhoul, Lucas Martinelli e Áurea Degani:  Para uma família com história para contar, um espaço descontraído. Um mood que permite transformar a bicicleta em peça de decoração, disposta junto com objetos trazidos de viagens memoráveis. O telão reúne todo mundo para assistir a uma série, e a luz indireta acolhe, partindo das laterais e do móvel em pedra. Um detalhe: o piso original da casa, de pau brasil, certamente foi mantido.

 

Sala de Vinhos por Graziella Cavinato :  As mulheres ocupam um lugar cada vez mais expressivo no mercado de vinhos. Foi pensando nelas que Graziella criou este ambiente, com um mix de estampas e formas interessantes. “Utilizei muitas cores e madeira clara para fugir das representações masculinas. Distribuí as poltronas em círculo para favorecer conversas e bons momentos”, conta. A adega ganha ainda mais leveza com a seleção de peças de designers brasileiros.

 

Espaço Pet por Marcela Tiraboschi : A profissional se inspirou na experiência com seu próprio pet ao criar um refúgio para o animal de estimação e – por quê não – para humanos. A paleta de cores remete a carinho, afeto e alegria, combinando o amarelo e o azul, que aparece na estrutura metálica do teto. Os grafismos deixam o ambiente mais divertido, seja no papel de parede, nos objetos ou no próprio desenho de itens do mobiliário. As luminárias Perch Birds são da Moooi.

 

 Restaurante CASACOR por  Mariana Hetem e Pedro Conde: Os profissionais do escritório Par Projetos tinham à disposição um espaço imponente. Tanto que as cortinas foram posicionadas para suavizar a altura do pé direito e conferir um aspecto teatral. De cima, espelhos flutuantes aprimoram esta experiência. A bancada de sal rosa tem outro apelo sensorial e remete ao padrão homônimo das lâminas da Arauco. Os estofados com apenas um encosto central e várias mesinhas de apoio deixam o lounge de entrada versátil.

 

Quarto da Influencer por Rafael Granero: Com 19 m², o espaço atende ao jovem influencer que valoriza um ambiente dinâmico, moderno e até mesmo luxuoso. Não é mero acaso que a inspiração venha da marca Chanel, representada na cartela de preto, branco, bege, dourado e vermelho. A iluminação também tem peso fundamental, combinando LEDs nos nichos e no forro, alguns spots e um lustre Art Déco que rouba a cena.

 

Quarto do Menino Inventor por Vinícius de Mello:  A escolha do vermelho é estimulante, junto com todos os elementos criados em marcenaria. Um deles é o mezanino, que pode ser acessado pelas cordas e que também abriga objetos criados pelo pequeno morador. O mobiliário repleto de gavetas e outros itens posicionados na altura dos olhos da criança traduzem o método montessoriano, que ajuda a desenvolver autonomia, criatividade e liberdade.

 

Banheiro da Maioridade por Juliana Said : Os 4 m² bastaram para criar um espaço para relaxar. Inesperada, a escolha do granito escuro se torna equilibrada quando interage com a parede retroiluminada em ônix branco. No teto, o forro foi substituído por uma tela tensionada para potencializar a iluminação. 

 

Banheiro Influencer por Isaac Amir e Mariana Castanheira – O conceito “Do Ego ao Eco” engloba da tecnologia para inspirar seguidores à conexão humana com a natureza. Nestes 4 m², os materiais despertam sensações e chamam a atenção para o reaproveitamento. A madeira do box, por exemplo, era da CASACOR 2018. Os espelhos remetem à autoimagem, mas também geram deslocamentos visuais interessantes.

 

Banheiro Público Sensorial por Bruno Ortega: O mármore, nas padronagens Branco Paraná, Nero Marquina e Verde Alpi, é o elemento principal desse banheiro de 20 m². Ele ganha frescor com o jardim vertical e conforto com a suavidade da madeira. As brises em mármore atraem o olhar, assim como o pendente Mush, assinado por Jader Almeida.

 

Loft Refúgio Urbano por Dulce de Figueiredo Ferraz e Thácia Balbão – Um ambiente que dá vontade de entrar e ficar. Com essa energia, a dupla projetou uma casa de verdade, para ser vivida, com passado, presente e futuro. Quente e acolhedor, o lar é abraçado pela madeira, deixando a bancada da pia e a torre de eletrodomésticos quase imperceptíveis. A mesa com base em mármore é uma extensão do aparador atrás do sofá, conectando os ambientes. A iluminação vem na medida, com peças do alemão Ingo Maurer.

 

Loja CASACOR por Eduardo Franco Correia:  Os dois módulos metálicos abrigam móveis e objetos de design à venda, sob curadoria da loja Augusta. Os revestimentos de MDF dispensam a pintura, e o piso foi modulado de acordo com o tamanho do porcelanato, sem recortes ou desperdício. Ao final da mostra, a estrutura será transformada em um sobrado com sala, copa, suíte e jardim no teto, para um cliente no interior de São Paulo.

 

Arena Kando por Priscilla Marchetto e Helio Ribeiro:   Kando, em japonês, refere-se ao estado de espírito que alguém alcança ao deparar com algo extraordinário. Inspiração perfeita para o espaço de eventos da CASACOR – local de encontros e troca de conhecimentos. A marcenaria valoriza a extensão do espaço, e a atmosfera intimista e se beneficia da harmonia dos materiais: pedras rústicas, mármore Travertino e mogno africano. 

 

Mundo Hiperconectado por Juliana Affini e Thélio Pedroisa:  A tecnologia é o elemento principal nestes 10 m², para profissionais do universo digital. Fazer entrevistas, posts, lives, fotos e outras interações são algumas das possibilidades. A construção seca minimizou tanto os resíduos como o uso de água.

 

Jardim das Oliveiras por Marcelo Faria :  O paisagismo de referências minimalistas cria uma experiência singular de interação com a natureza. Um destaque são as oliveiras centenárias. Além disso, a própria topografia do terreno foi valorizada, com a divisão do espaço em áreas para estar e contemplar. Os tons do mobiliário complementam ou contrastam com as plantas, ressaltando ainda mais sua beleza.

 

Caminho das Árvores por Monica Costa: O canteiro central da Avenida Carlos Consoni virou um jardim, no percurso para chegar à CASACOR. A arquiteta e paisagista valorizou as Sibipirunas originais ao combiná-las com Nolinas (patas de elefante). O caminho ganhou também dois grandes canteiros com folhagens tropicais, pisantes de porcelanato e pedriscos na cor cinza.

 

Estúdio da Maioridade por Valter Felix e Izabel Maynard:   Ter por perto elementos que remetam a períodos importantes da vida é fundamental para esse morador. Por isso, o universo do motociclismo é citado em vários objetos – o maior deles é a moto de corrida dos anos 1960, abrigada em uma estrutura de aço e vidro, que expande o dormitório. O revestimento em madeira e o papel de parede sobem até o teto e aquecem, junto com o tom cinza do porcelanato.

 

Sala de Banho por Fabíola e Eliana Caramuru –  Sob medida para um casal contemporâneo, o espaço integra área de banho com chuveiro e banheira. Ele destaca o porcelanato com aparência de mármore, que alia delicadeza e robustez. O cabideiro, os metais, a moldura dos espelhos e o mobiliário brasileiro em serralheria criam linhas de força visuais.

 

SPA Urbano por Sarita Ávila :  O ambiente resulta da sintonia perfeita entre decoração de interiores e os projetos de paisagismo, automação e iluminação. A madeira é explorada em vários acabamentos, no teto paginado em chevron e nas ripas de paredes e piso. A cor branca remete ao relaxamento e ganha destaque nas brisas esculturais na lateral, por onde adentra boa parte da luz natural. A cadeira Delgada é do Estúdio Lattoog.

 

Espaço Kids por Ângela Dorascenzi e Lao Design:   Ângela visitou escolas e parques em Amsterdam. Na bagagem, trouxe a inspiração afinada com os conceitos de acessibilidade e sustentabilidade. A proposta foi de fugir dos tons primários, e cores interessantes estão em revestimentos como nas peças em forma de losango de Marilia Zimmermann. A iluminação de fibra ótica cria o efeito de céu estrelado. Os brinquedos são da Lao Design.

 

Capela Para Todos os Santos por Sergio Coelho: O encantamento vem da sutil profusão de símbolos religiosos e imagens de santos – dos objetos perdidos às causas impossíveis, não há pedido que não possa ser feito aqui. O caminho para a arquitetura foi contemporâneo, valorizando a abertura para o jardim e materiais como madeira e o mármore em versão ecológica.

 

SERVIÇO
2ª CASACOR Ribeirão Preto

Data: 07 de agosto a 22 de setembro
Local: Avenida Carlos Consoni, 60 Jardim Canadá
Horário exposição: Terça a sexta-feira das 15h às 21h; Sábados das 12h às 22h; Domingos e feriados das 12h às 20h
Ingressos: Bilheteria no local e casacorribeiraopreto.byinti.com
Valores: R$ 46 e R$ 23 (meia entrada).
Valor especial Gastronômico (Área externa – válido a partir das 19h): R$ 15