A Casa Cor Rio promoveu ontem um encontro entre arquitetos, designers e o jornalista Marcelo Lima para contar o que viu nas recentes Feiras europeias de decoração e design – Salão do Móvel de Milão, Maison et Objet de Paris e London Design Festival – no Fairmont Hotel.

Dentre as tendências do lar, estão: a casa personalizada com muito afeto, acolhedora, com plantas por todos os lados, conectada e aberta para o mundo, com espaço de trabalho e ambientes mutantes e híbridos, prontos para virar área de lazer (estúdio de ioga, sala de ginástica, ateliê…).  Marcelo citou tb a Casa que se reinventa em nome do contorto, numa abordagem mais despojada, com móveis mais adaptados ao nosso momento. Fala-se  muito em custo benefício, produtos reciclados e mais de acordo com as necessidades, como também do móvel com esse conceito de itinerância – poder carrega-lo de um lugar para  o outro,  sem o limite entre o dentro e fora de casa.

Na ocasião,  Patricia Mayer e Patricia Quentel aproveitaram para divulgar que a edição da CasaCor 2022, a pedido do público, vai  ocupar mais uma vez o emblemático Palacete Brando Barbosa,  trazendo arquitetos consagrados e novos talentos  alguns que não participaram das últimas edições. Os profissionais terão o desafio de criar projetos que atendam o novo estilo de morar e viver pós pandemia.

Veja quem esteve presente na galeria de fotos e Ari Kaye:

Acima, Patricia Quentel, Emerson Araujo e Lenora Lohrisch

Acima, Rafaella e Isabella de Brito

Acima, Victor Niskier, Aline Araujo, Cade Marino e Thiago Morsch

Acima, Celso Rayol, Patricia Mayer, Erick Figueira de Mello e Patricia Marinho

Acima, Luis Fernando Amorim e Leila Dionizios

Acima, Bia Lettiere e Mariana Boiteux

Acima, Angelo Derenzi, Walquiria Derenzi, Carolina Haubrich, Aline Araujo e Caco Borges