O apartamento no Alto Leblon, que a arquiteta Roberta Moura, em parceria com as sócias Paula Faria e Luciana Mambrini, acaba de entregar prontíssimo para os proprietários, esbanja simplicidade e despretensão. Os tons são neutros, a marcenaria moldada em peroba do campo tem linhas retas e a cor aparece principalmente nos objetos que pontuam a decoração. “Apostamos em poucos e bons móveis. Qualidade era aqui essencial”, revela ela, que conta que o jovem casal de proprietários tem duas filhas pequenas e pediu que todos os ambientes fossem pensados para serem usados, sem cuidados e frufrus  excessivos. “O tom de fim de ano fica por conta da preocupação da proprietária em receber bem. Para ela, família e amigos têm que passar pela porta e se sentir completamente relaxados, bem-vindos”, acrescenta ela. O destaque em termos de mobiliário, segundo Roberta, fica por conta do banco de laca branca, desenho das arquitetas e feito sob medida, que acompanha toda a extensão da sala, embaixo da janela. “É um curinga, serve como estante, apoia objetos e também funciona como assento. E por ser contínuo, reforça a integração do estar com a sala de jantar”, conclui.