A publicitária Laura Sugimoto trabalhava como designer em escritório, mas sempre teve interesse em decoração e trabalhos manuais de culturas tradicionais. Então, enquanto amadurecia a ideia de montar um ateliê encontrou a filosofia milenar japonesa wabi-sabi e percebeu que o conceito resumia os princípios que buscava em seu trabalho, de sustentabilidade, artesanato e contato com a natureza. “A observação do meio ambiente, a escolha da matéria-prima adequada com a preocupação ambiental, a produção artesanal, a imperfeição, o ciclo de vida das coisas e a estética simples, delicada e rústica fazem parte do conceito wabi-sabi”, conta Laura.

Seguindo esses parâmetros, o Wabi-Sabi Ateliê cria objetos artesanais, desenvolve projetos para decoração e revitaliza móveis antigos. As peças têm formas, padrões e texturas pensadas através da observação da natureza. Os materiais são cuidadosamente escolhidos para manter a responsabilidade ambiental e o foco na naturalidade. Papéis e tecidos ecológicos como juta e algodão orgânico, tintas naturais, materiais reaproveitados, elementos brutos da natureza, são alguns exemplos das matérias-primas usadas nos produtos, alguns deles ainda em desenvolvimento.

Entre os grandes destaques na linha de produtos do ateliê estão os terrários. Eles são práticos, pois funcionam muito bem pra quem não tem muito espaço, nem muito tempo e habilidade para cuidar de jardim. O ateliê oferece os terrários montados com as plantas ou um kit completo e instruções para a pessoa mesma ter a experiência de montar seu próprio mini-jardim. Como próximo passo, Laura quer trazer mais elementos e técnicas artísticas para a produção, criando objetos e ambientes ainda mais diferenciados, com um trabalho visual que valorize peças únicas, significado e forte apelo visual. “Vamos também aumentar o contato com profissionais de arquitetura e decoração e empresas para pensar ambientações completas e projetos especiais de cenografia”, explica Laura, que conta sobre os móbiles que podem ter de apenas dois até mil origamis, como o que produziu para um casamento.

Por enquanto o Wabi-Sabi não tem loja física e as encomendas são feitas por email (contato@wabisabiatelie.com). A divulgação das peças acontece no site (www.wabisabiatelie.com) e na página do facebook (www.facebook.com/wabisabiatelie), mas em breve o ateliê pretende disponibilizar produtos em loja parceira.

Fotos: Divulgação; Raul Aragão e Charlotte Valade