Segundo nota da coluna Gente Boa, “o Cristo Redentor será escaneado por drones para ter sua figura fielmente reproduzida em souvenires, brinquedos e objetos, que serão vendidos em lojas e museus. O projeto, que começa mês que vem, é do professor de design da Puc, Celso Santos, e já tem autorização da Arquidiocese. “Pegaremos todos os mínimos detalhes, inclusive os triangulozinhos de pedra sabão que compõem o monumento”, explica. “Me incomoda só termos imagens deformadas do Cristo, enquanto encontramos réplicas perfeitas da Estátua da Liberdade e da Torre Eiffel”. Celso quer reproduzir a escultura em tamanho natural, do peito à cabeça. Ela ficaria exposta nas Olimpíadas e os visitantes poderiam ficar tête-à-tête com a estátua, por dentro e por fora, já que seria oca”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/Segundo Caderno/Gente Boa/18/07/14