Ela afirma em entrevista que adora interagir com as pessoas. E isso fica claro ao conversar ou ver trabalhando a decoradora Heloisa Farme D’Amoed, que esbanja simpatia e amor pela profissão. Formada em Comunicação, ela entrou por acaso no mundo da decoração numa passagem pelo escritório deMaurício Nóbrega.

RD: Por que você escolheu essa profissão?
H.F: Sempre fiz algum tipo de decoração na vida, apesar de ter feito faculdade de Comunicação e trabalhado em Publicidade e Hotelaria. A decoração estava sempre junto. Herdei esta paixão da minha mãe. Mas me profissionalizei de uma forma engraçada. Chamei o Maurício Nóbrega fara fazer um trabalho no hotel da minha família e quando ele mudou de escritório fui visitá-lo e acabei passando a tarde lá, dando palpite em tudo, que é a minha especialidade (risos). Sai de lá contratada sem nunca ter pensado em fazer decoração como profissão e lá aprendi muito.

RD: Como você define seu estilo e como foi o caminho que percorreu para desenvolvê-lo?
H.F: Difícil definir meu estilo, pois acho que o estilo do cliente é o mais importante. Acho que meu papel é direcionar e adaptar o gosto do cliente. Uma pessoa que adora coleções e dourados vai ser completamente infeliz numa casa moderna e minimalista, então meu papel é balancear. Eu amo o casual chic. Adoro fazer praia e serra, tanto quanto cidade. Eu me divirto fazendo quartos de crianças. Gosto de ouvir a opinião e o desejo de todos da família e tentar reunir todos seus desejos dentro do possível. Acho que hoje em dia as casas são para serem vividas.

Eu, por exemplo, adoro casa cheia. E como tenho 4 filhos, apesar de morar numa casa bastante espaçosa, me toquei de que a sala de estar era completamente ignorada na casa. A antiga sala de estar quase não existe. Na casa onde fui criada tinha uma sala para cada coisa: sala de jantar, sala de almoço, sala da frente (só usada em festas), sala da TV e até uma que era chamada de sala do meio. Era muita sala e vi que minha casa estava ficando assim também. Então fiz uma grande reforma e coloquei uma mesa de sinuca de tampo vermelho no meio desta sala, além de uma grande TV. Agora a usamos todos os dias e os meninos recebem sempre. Mas isto não impediu uma bonita decoração no espaço.

Faço desde um lavabo até uma casa inteira com o mesmo prazer e carinho. Tenho prazer e carinho com o meu trabalho e meus clientes. Adoro gente, adoro interagir.

RD: O que você considera essencial em qualquer bom projeto de interiores?
H.F: Boa iluminação, ser a cara do morador e não do profissional que o fez, espaço balanceado de modo que você  consiga ver e apreciar tudo o que tem e não ficar perdido por excesso de coisas, conforto. Também tem que ser convidativo.

RD: Qual a importância de materiais sustentáveis no seu trabalho?
H.F: Como todo cidadão responsável, procuro utilizar o máximo possível. Adoro repaginar o que o cliente já tem.

RD: De onde vem a sua inspiração?
H.F: Costumo brincar que após conhecer os clientes e o espaço, espero um “momento de criatividade”.

RD: Quais são suas cores favoritas no décor?
H.F: Eu amo azuis, os cáquis, tons de madeira, amo um toque de vermelho. Mas como disse depende muito do cliente.

RD: Forma, Função ou Emoção?
H.F: Acho que as 3 têm que estar juntas mas coloco como emoção, função e forma.

RD: Quais você acredita serem as peculiaridades do mercado carioca?
H.F: O mercado carioca é muito eclético.

RD: Qual o estilo da sua casa? O que você gosta de ter nela?
H.F: Amo a minha casa. Ela é chic, útil e gostosa.

RD: Que projetos entregou recentemente?
H.F: Uma casa em angra, escritório pequeno no Rio e um quarto de casal em São Conrado. Entreguei um quarto de um menino fofo de 6 anos em Ipanema que me deu muito prazer pela alegria dele ao recebê-lo e ver que segui todos seus pedidos, adaptando a beleza e praticidade, além da segurança. E fiz de um modo que o quarto vai “crescer com ele”.

RD: Que projetos está fazendo atualmente? Algum que curte em especial?
H.F: Sempre curto meus projetos. Estou com 2 grandes casas, uma em Angra e outra em Itaipava, além de uma sala e varanda em Ipanema.

RD: Quem são seus designers de mobiliário favoritos?
H.F: Claudia Moreira Salles. Tudo o que ela faz é muito chic. Mas tenho
muitos preferidos.

Foto: Bruno Ryfer