A coluna Em casa por Marcia Müller, do blog da Lu Lacerda, informou em nota: “Há muito tempo atrás, as primeiras casas começavam pela cozinha, que na verdade era o único espaço desse lar primitivo. Ainda na casa contemporânea, a cozinha exerce um papel de importância vital. Ela é a alma da casa, nela se conhecem os hábitos, atitudes e gostos de quem mora naquele espaço. Para quem ama casa e nem mesmo gosta de cozinhar, até para essas pessoas, a cozinha exerce fascínio e atenção. Eu particularmente amo cozinha, amo cozinhar e adoro receber para almoço ou jantar em uma cozinha integrada na sala. Para as cozinhas modernas, hoje em dia, o céu é o limite. Inúmeras e geniais opções para materiais, formatos e desenhos. Nessa época do ano, que receber em casa é tudo de bom, a cozinha convidativa, charmosa e generosa torna tudo isso uma delicia total. Nas cozinhas com mais espaço, podemos ter uma ilha, ou para cozinhar, ou para apenas armazenar, lavar ou simplesmente fazer o fluxo desse espaço ao redor da ilha, é lindo. As ilhas no centro das cozinhas dão principalmente uma arrumação no espaço, fazendo com que o movimento da cozinha fique muito mais prático. A funcionalidade em uma cozinha é fundamental. A praticidade faz com que os amantes da arte de cozinhar se sintam como um pintor num atelier luminoso e perfeito. Cozinhar é umas das artes mais generosas que conheço. Geralmente quem cozinha ou ensina através de receitas incríveis pratos, sente prazer em oferecer aos outros sua obra de arte, muito mais do que saborear-la. Cozinhar nunca é apenas para quem cozinha, sempre é para outras ou outra pessoa. Para essas pessoas tão especais dedico nosso texto de hoje com lindas ilhas em cozinhas divinas. E que no Natal muitas desses artistas encontrem nas suas cozinhas conforto e bem estar, além de coragem para novos projetos, incluindo uma nova e maravilhosa cozinha a altura da sua arte”. Leia mais no blog.

Fonte: Lu Lacerda/22/12/15

http://lulacerda.ig.com.br/em-casa-por-marcia-muller-cozinha/