O Morar Bem Online publicou em reportagem: “Divisão de quartos sempre pode causar conflitos, seja pela eterna discussão da luz acesa ou pelo simples fato de que cada um quer o seu cantinho, ainda que num espaço compartilhado. No caso dos casais, a briga é outra. Os homens, geralmente, não curtem nada muito frufru e preferem as linhas retas e tons escuros. Já as mulheres, de maneira geral, adoram justamente as coisas frufrus e os tons mais alegres. Mas como entrar num acordo? No caso de irmãos, os arquitetos Ricardo Melo e Rodrigo Passos sugerem posicionar as camas perpendicularmente dentro do quarto (se houver espaço) para maior privacidade: — Entre as camas pode ser colocado um baú, um criado-mudo ou até mesmo uma bancada de estudos. Se a disposição for paralela, podemos manter os mesmos móveis para separar as duas camas, mas eles ficam com menos privacidade — alertam. A arquiteta Lulu Andrade, da Adoro Arquitetura, aposta nas cores para criar um ambiente harmonioso tanto para colegas de quarto quanto para irmãos. A dica dela é colorir as camas com cores diferentes e, se for um beliche, pintar a parte de cima e debaixo combinando com a parede, também meio a meio. Segundo ela, a cor ou a textura evidenciam os limites de cada um. Para a iluminação, ela sugere uma cortina de rolo blackout, que à noite é puxada impedindo a luz de incomodar o ‘vizinho’ e, durante o dia fica escondida no alto. A designer de interiores Iara Santos sugere usar nichos em quartos de irmãos com pouca diferença de idade. Eles têm utilidade para guardar roupas e acessórios dos dois mas, como são divisões internas, cada um terá seu espaço dentro do armário. Se forem crianças, a dica é investir nos brinquedos que cada um gosta — isso os ajuda a sentir que aquele é o seu pedaço. Para os casais, Lulu recomenda o uso de criados-mudos, de preferência, com cores distintas: — Se tiver que ousar em alguma peça, que seja no criado-mudo. Não tem impacto tão grande e cada uma vai sentir que tem o seu cantinho — avalia. Melo e Passos afirmam que o ideal é ter dois armários separados dentro de um único closet ou portas separadas para o marido e para a mulher, no caso de um armário único. Outra opção bacana é separar o closet e a cama com um espelho. Iara tem vários projetos em que tem de atender as preferências dos maridos e esposas. Em um deles, a mulher queria adornos e ele, TV. Para resolver, a designer optou por uma marcenaria própria, criando um painel em couro, como o da cama, para abrigar a TV. E para atender a esposa, ela desenhou a bancada e os nichos”. Leia mais no Globo Online.

Fonte: Globo Online/ Morar Bem/ Reportagem: Raphaela Ribas/ 14/09/13

http://oglobo.globo.com/imoveis/maneiras-de-decorar-com-harmonia-quando-se-divide-quarto-com-alguem-9961475