O Morar Bem publicou em matéria: “Imagine uma casa em que o chão é todo coberto por tacos de madeira, as paredes são revestidas de ladrilhos e os móveis têm linhas retas e pés palito. Parece a descrição de uma típica residência da década de 1950, mas trata-se de um lar de 2015, só que com um toque retrô. A releitura da mobília e de estampas é uma tendência consolidada que tem agradado a quem busca uma decoração charmosa, com uma pegada no passado. — O retrô se evidencia, sobretudo, nos móveis com palhinha que marcaram os anos 1960 e no papel de parede, que invade o teto e reproduz estampas de azulejaria antiga. O tapete branco com hexágonos em azul, forma geométrica que teve seu auge nos anos 1970, também é um elemento característico e que voltou com força total este ano — exemplifica a arquiteta e paisagista Emmilia Cardoso”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/Morar Bem/29/11/15