JACQUES ARDIES TRAZ DE SÃO PAULO PARA O MIAN, NO RIO, OBRAS DE MAIS DE 50 ARTISTAS NAÏFS DAS DÉCADAS DE 40 A AOS DIAS ATUAIS

“ARTE NAÏF, UMA VIAGEM NA ALMA BRASILEIRA” é um convite do próprio curador, Jacques Ardies a uma incursão pela alma de cada artista. A partir do dia 29 de outubro, quinta-feira, ele apresenta, no Museu Internacional de Arte Naïf (MIAN), obras de alguns dos pintores mais representativos do estilo, trazidas do acervo que mantém na galeria em São Paulo, que leva seu nome. São ao todo 60 telas de mais de 50 artistas, entre eles nomes históricos que participaram do movimento e pintores contemporâneos atuantes até hoje. Esta é a primeira vez que a maior galeria de arte naïf de São Paulo expõe suas obras no maior museu de arte naïf da América Latina.

O grupo dos artistas atuantes é constituído de 27 artistas. Alguns são cariocas, como Helena Coelho e Bebeth, outros são da cidade de São Paulo, como Rodolpho TamaniniNetto e Cristiano Sidoti ou do interior do Estado como Edivaldo, Malu Delibo, Edna de Araraquara, Luiz Cassemiro, Constância Nery, Ana Maria Dias, Edgar Calhado. Tem vários artistas de origem mineira como Isabel de Jesus, Lucia Buccini, Maria Guadalupe, Vanice Ayres, Ernani Pavaneli e Francisco Severino. Do sul, tem também  a Rio grandense Mara Toledo e os Santa Catarinenses Doval e Sônia Furtado. A Bahia é bem representada pelo casal Waldomiro de Deus e Lourdes de Deus e também pelo jovem Raimundo Bida. Tem ainda duas artistas de origem polonesa que se transformaram em artistas brasileiras como Barbara Rochltiz e Magdalena Zawadzka. Do Maranhão, tem a artista Dila.

Serviço:

“ARTE NAÏF, UMA VIAGEM NA ALMA BRASILEIRA”

Abertura: 29/10/2015, quinta feira, às 18h.

Até 24/01/2016.

Local: MIAN (Museu Internacional de Arte Naif)

Endereço: Rua Cosme Velho, 561, Cosme Velho – RJ

Horário: de terça a sexta, das 10h às 18h; aos sábados e domingos, das 10h às 17h

Valor: R$12,00 (inteira) e R$ 6,00 (meia entrada – estudantes com carteira, idosos, menores de 18 anos, portadores de necessidades especiais); gratuidade para menores de 5 e maiores de 80 anos.

Classificação: livre