O Rio Show trouxe matéria de capa sobre o “tombamento da Estudantina, que assim como o roteiro com ‘pin-ups’, mostras e lanchonetes retrôs provam que os anos 50 continuam a brilhar”. Segundo a reportagem, “Não é à toa que uma década ganha o apelido de Anos Dourados. Os motivos para esse título fazem com que, entra ano, sai ano, uma turma permaneça cultuando as músicas, as roupas, os objetos, os carros, os filmes e até os topetes dos anos 50, entre outras coisas mais. No Rio, esse roteiro vintage acaba de ganhar pontos com o tombamento da gafieira Estudantina, na Praça Tiradentes, que teve seu auge nos anos 50 e promove todos os sábados o  Baile dos Anos Dourados. Mas vai além. O climão cinquentista está também em festas, exposições, mostra de filmes e lanchonetes, entre outros programas com o glamour daquela época”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/ Rio Show/ Reportagem: Cláudia Amorim/ 31/08/12