A série “ Marcas do tempo”, do fotógrafo e artista plástico Beto Gatti e da curadora Paloma Danemberg do ad.Studio, enaltece a memória dos objetos antigos, onde a fotografia contemporânea se encontra com o universo de tempos passados.

A partir de um garimpo de máquinas fotográficas antigas Paloma entendeu que era o momento certo de realizar um antigo sonho: uma colaboração com o universo da fotografia. Refletindo sobre a pessoa certa para esse projeto, o nome de Gatti foi o primeiro a figurar em seus pensamentos. Convite feito, convite aceito. Desde o início da criação do projeto os ventos sopraram para o mesmo lugar: reunir um acervo de peças campesinas e de ofício do final do século XIX e início do XX contrastando com o olhar tecnológico e moderno de um dos nomes mais expoentes da fotografia da atualidade.

“Marcas do Tempo” preserva cicatrizes e as histórias de tudo aquilo que passou. “Atualizar os usos das peças e dar a elas uma nova história em conjunto com a fotografia é meu grande desejo. Um futuro olhar para um passado.” Diz Paloma.

As obras, retratam fragmentos do corpo humano feminino como uma tela em branco que recebe camadas de tinta simbolizando a passagem do tempo. “A pulsação das pinceladas reflete a pulsação da vida. Me vi submerso e entregue a um mundo que não vivi mas o qual me inseri” reflete Gatti.

A série conta com peças únicas e exclusivas que serão expostas no ad.studio por Paloma Danemberg no 2 andar do Shopping Leblon a partir do dia 16 de Novembro. Visitas guiadas por seus curadores em pequenos grupos serão oferecidas através de agendamento prévio e sujeitas a lotação.