Lila May Bueno é nome certo no Casa Cor e esse ano assina o Estar do Hóspede. O espaço foi pensado como um lugar para os convidados ficarem à vontade. Eles poderão ouvir um som, trabalhar no laptop e, até mesmo, receber amigos. “O importante é que este espaço viabilize a independência do hóspede dos demais espaços da casa, evitando que ele invada a privacidade dos anfitriões”, conta Lila. A designer de interiores usou elementos requintados e clássicos, seguindo o estilo da casa. “Seus donos não destinariam nada menos a seus hóspedes, com certeza. Usei linho e veludo nas janelas e brinquei com uma tonalidade de cinza criando contrastes com o verde e o amarelo, tons presentes na estamparia de flores gigantes das almofadas da Designers Guild, do Empório Beraldin, assim como o linho verde limão e o veludo cinza das cortinas”, adianta ela. O lustre que aparece na lateral da mesa é original da casa. Lila mandou restaurar a peça para brilhar no espaço com os cristais Baccarat. O tapete é da Santa Mônica e os móveis antigos do antiquário Arnaldo Danemberg. Fazendo um contraponto, o sofá, a mesa de centro e a poltrona com pufe são do Arquivo Contemporâneo, assinados por designers brasileiros da maior qualidade. As luminárias são da Lumini e as peças de decoração são da Lalla Bortolini e do Studio Grabowsky.