O Morar Bem divulgou em reportagem: “Pode parecer a casa de um hobbit ou duende. Mas também pode ter uma aparência mais contemporânea, com paredes retas, lisinhas, claras. Quem decide é o construtor. E quem constrói é quem vai morar. Essa é a ideia do curso “Habitações sustentáveis” que o Instituto Pindorama, de Nova Friburgo, oferece no próximo fim de semana em sua sede, na Serra. Com dois dias de duração, o curso ensina técnicas de bioconstrução com diferentes materiais: terra, bambu, madeira, pedra. Todas sustentáveis. — São técnicas milenares. Antigamente, as pessoas não terceirizavam a construção de suas casas. Eram as famílias que tinham essa responsabilidade. A ideia é que as pessoas façam mutirões para a construção — conta Nilson Dias, gerente de projetos do Pindorama, lembrando ainda que, no momento da construção, é preciso ter o acompanhamento de um arquiteto que conheça a técnica utilizada”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/Morar Bem/Reportagem: Karine Tavares/01/06/14