O artista plástico português inaugurou ontem sua segunda individual na cidade. A exposição Fora de sítio reúne, no Paço Imperial, peças de grandes dimensões: esculturas (em aço, vidro e espelho) e trabalhos em guache, acrílico e tinta sobre papel recortado . A mostra remete para os deslocamentos, desencaixes e descontextualização da obra de arte. As peças, aliás, foram realizadas no Rio de Janeiro no início do ano, quando Croft, a convite da galeria Mul.ti.plo Espaço Arte (onde também está expondo, com a mostra Em outro lugar), trabalhou por 10 dias em um grande ateliê em São Cristóvão produzindo as esculturas e os múltiplos exclusivos.

José Pedro Croft, nascido no Porto em 1957, é atualmente um dos artistas em maior evidência na Europa: seu trabalho derruba as fronteiras entre suportes, não se encaixa nas tradicionais classificações de estilo e desafia qualquer rótulo. Do Rio, o artista segue para a SPArte, onde será tema do stand da Mul.ti.plo, inclusive com trabalhos inéditos.

Fotos:  Paulo Jabur