A Luciana Caravello Arte Contemporânea abriu ontem, dia 26, a exposição “No Deserto, o oásis somos nós”, do artista curitibano Alexandre Mazza, com curadoria de Bernardo Mosqueira. A mostra apresenta trabalhos resultantes de uma viagem pelo Atacama e pelo norte do Chile para investigar a relação do humano com os sinais oferecidos pelo mundo. Entre os trabalhos, há imagens fortes, como a de um crânio que tem o Cruzeiro do Sul furado no topo na cabeça ou a bússola buscando a orientação enquanto boia em um riacho sobre uma rolha de cortiça. “A bússola, a constelação, a pipa ao vento e os objetos mágicos e sagrados são todos ícones de orientação”, diz Mazza. 21 trabalhos entre vídeos, objetos, fotografias e uma instalação estão em exposição. Entre eles, há um vídeo de 11 minutos, com trilha sonora de Jonas Rocha e Ulisses Capeletti além de figurino de Sol Azulay, que também fez parte da equipe de viagem. Veja nas fotos de Paulo Jabur.