Damián Ortega

O Museu de Arte Moderna abriu as exposições “Ver e ser visto”, com curadoria do psicanalista Guilherme Gutman, e “Damián Ortega – O Fim da Matéria”, curadoria de Luiz Camillo Osório. As aberturas aconteceram nesta quarta-feira, dia 15 de abril. “Ver e ser visto” aborda as relações entre arte, imagem e psicanálise, através de cerca de 70 obras pertencentes às coleções do MAM. A exposição é um desdobramento do curso homônimo realizado entre setembro e outubro de 2014, no Museu. “Damián Ortega – O fim da matéria”, com uma instalação inédita do artista mexicano, é sua primeira exposição individual no Rio, já que Damián só expôs anteriormente em uma instituição no Brasil em 2007, no Museu de Arte da Pampulha, em Belo Horizonte. Veja nas fotos de Paulo Jabur.