O artista Mateu Velasco exibe 14 obras inéditas na mostra Nômade, na Galeria Movimento, em Copacabana. Há três anos sem expor no Brasil entre diversas idas e vindas a trabalho aqui e nos Estados Unidos, Mateu mostra ao público suas memórias, lembranças e sensações a partir de 06 de setembro.
“Em Nômade, não pretendo representar só as mudanças físicas, mas principalmente fazer uma homenagem a todos aqueles que continuam caminhando, seguindo sua trajetória, que se mantém em movimento e são capazes de absorver a cultura e tirar o melhor do lugar em que estão”, explica o artista que apresenta suas obras com dimensões que variam de 60 x 80 a 1,60 x 1,40, produzidas em técnica mista, com tinta acrílica, verniz e lápis de cor sobre tela ou madeira e promete uma instalação surpresa, onde vai misturar objetos garimpados e memórias afetivas destes últimos anos.

No texto de apresentação para a exposição, o também artista Fernando de La Rocque chama atenção para este caráter incansável de Mateu Velasco. “Ele toma como referência as coisas que cata pela rua e as coisas que vê por aí que despertam nele um forte sentimento de querer guardar. E aquilo que não pode ser catado com as mãos nem guardado, porque é muito grande, ou porque é um ser vivo, ele fotografa ou simplesmente memoriza, depois desenha e digitaliza. Um jogo de dobra e desdobra, como quem arruma e desarruma uma mala. Nesses compartimentos estão as coisas que ele gosta de lembrar, que o fazem sentir em casa, estando no Rio, ou em Los Angeles, ou em pleno voo, ou em qualquer lugar do mundo”.

Ao completar 15 anos de carreira, o artista foi ainda mais longe e aproveitou a mostra para fazer uma grande reflexão de sua trajetória. “Pela primeira vez revisitei e refiz alguns trabalhos antigos, que estavam guardados”, conta. Mateu aproveita a noite de abertura da exposição para mais uma novidade. O artista lança seu primeiro livro, também chamado Nômade (Editoria Cícero), com edição assinada e numerada. A obra reúne desenhos novos e antigos que, em parte, resultaram nos trabalhos expostos.

Sobre o artista – Formado em 2003 em Desenho Industrial pela PUC-Rio e mestre em Design Gráfico pela mesma universidade, trabalhou como colaborador do curso de Comunicação Visual por seis anos. Mateu tem em sua formação cursos de gravura, ilustração, caligrafia experimental e computação gráfica. Fez residência artística na Hungria, em 2012, e desenvolveu uma linguagem própria como artista visual, que pode ser encontrada em muros e galerias de São Paulo, Rio de Janeiro, Tóquio, Los Angeles, Nova York e Paris, entre outras cidades pelo mundo.

O cruzamento da linguagem gráfica da street art com o mundo da publicidade comercial ampliou o trabalho de Mateu Velasco para diferentes segmentos: estamparia, murais, impressos e direção de arte, tendo clientes como Coca-Cola, Nike, Converse, Rede Globo e Jansport, entre outros.

Serviço – Nômade, por Mateu Velasco
Abertura: 06 de setembro, das 19h às 22h
Local: Galeria Movimento – Av. Atlântica, 4.240, lojas 212 e 213, Copacabana. Tel: 2267-5859
Período da exposição: 08 de setembro a 01 de outubro de 2016
Horário de visitação: Segunda a sexta-feira, das 10h às 19h30. Sábados, das 12h às 18h.
Entrada gratuita