A coluna Gente Boa informou em notas: “Instalada nos anos 90 perto da Maison de France, na Avenida Presidente Antonio Carlos (Centro), a “Escultura para o Rio”, de Waltercio Caldas, vai ser destruída. O artista plástico foi informado dias atrás que o traçado do VLT passará sobre sua obra. “Estou chocado, atônito. Fui apenas avisado, não me perguntaram nada”, diz Waltercio, que aguarda ser comunicado oficialmente pela prefeitura. “Os engenheiros explicaram que o trajeto já desviava de algumas árvores, o que acho correto. Mas e a escultura? Agora que me trouxeram um problema, aguardo a solução”, afirma. Em 2012, O GLOBO ouviu arquitetos, urbanistas e artistas sobre os 690 monumentos públicos da cidade. Cada um citou “três maravilhas esculturais” do Rio —ea obra de Waltercio foi a mais lembrada de todas. Revestida por pedras portuguesas, (“Como uma pele”, diz seu criador), ela foi construída a pedido da prefeitura. O município agora diz que “estuda com o artista um outro local para a instalação de nova obra””. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/Segundo Caderno/Gente Boa/25/03/15