O artista plástico Nazareno inaugurou na noite de ontem, dia 12, sua individual na Luciana Caravello Arte Contemporânea. A mostra “Abre-se a floresta” é composta por esculturas em madeira e desenhos, em que o artista, dentro de sua poética onírica e lúdica, visita todos os aspectos simbólicos e evocativos que a floresta provoca em nosso imaginário. Veja nas fotos de Paulo Jabur.