Segundo matéria do caderno Rio, “depois de meses de impasse e muita polêmica, o governo federal concordou com a necessidade de alterar o local de construção do píer em Y, para evitar danos à paisagem e aos bens tombados na Zona Portuária. A ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi  Hoffmann, resolveu apoiar o pedido do prefeito Eduardo Paes para deslocar o atracadouro, após receber, por escrito, suas argumentações a favor da mudança. Gleisi encaminhará amanhã à Secretaria Especial de Portos (SEP) um ofício defendendo as ponderações do prefeito. No documento, a ministra afirma que considerou ‘coerentes’ as justificativas de Paes e pede que a secretaria faça novos estudos sobre a possibilidade de o píer ter a sua localização alterada. O projeto da Companhia Docas prevê o novo píer entre
os armazéns 2 e 3, próximo à Praça Mauá. Gleisi ressalta que a mudança impactará no cronograma da obra, e que o prefeito tem conhecimento disso. Ela se reunirá, na próxima semana, com o Ministério do Planejamento e com a SEP para discutir o assunto”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/ Rio  Reportagem: Renata Leite e Catarina Alencastro/ 30/05/13