O papel de parede que reproduz o calçadão de Ipanema parece uma obra de arte estilo site specific, que tinge completamente uma das paredes do estar. “Apesar de forte, o traço é gráfico e, por isso, não cansa. Faz o maior sucesso”, explica ele. No outro lado do ambiente, a charmosa composição de quadros se destaca acima do sofá de linhas retas. Lotado de objetos garimpados pelo mundo afora, ao lado de peças herdadas, verdadeiras relíquias de família, o apartamento do arquiteto Ricardo Melo tem um visual levemente retrô, mas sem deixar de lado o tom contemporâneo e jovem. Tudo junto e (bem) misturado. “Adoro esse mix de estilos, sem preconceitos. Assim a casa ganha personalidade. Minha história está, sem dúvida, exposta aqui”, diz ele, que vive sozinho no imóvel de 72 metros quadrados, na zona sul carioca. “Sempre que viajo trago alguma coisa bacana. São essas memórias que fazem a diferença na hora de trazer aconchego para qualquer espaço”, acrescenta.

Fotos de Divulgação

Fornecedores: Fernando Jaeger – almofadas

Novo Ambiente – sofá, mesa de jantar

Vidraçaria Maracana – mesa de centro, desenhada por Ricardo

Cosmocopa Galeria de Arte – gravuras

Avanti – tapete

Kartell – Abajour

Lala Bortolini – Cachepot cabeça

Papel de parede – www.streetwall.com.br