A coluna Design Rio informou em reportagem: “É na arquitetura residencial que o arquiteto carioca Miguel Pinto Guimarães, de 38 anos, se sente em casa. Autor de cerca de 800 projetos de casas e apartamentos em 20 anos de carreira, ele acaba de ter um deles — o de uma residência em Itaipava que “se esconde” de quem chega por cima de um vale, graças a seu teto coberto de grama — considerado pela prestigiada revista americana “Interior Design” como um dos dez melhores de 2013 no mundo. Mas Miguel agora também está produzindo em mais larga escala, para a cidade. Entre seus projetos de maior visibilidade em fase de aprovação, estão um hotel no Joá e um teatro subterrâneo cujo endereço ainda não pode ser revelado. Além disso, contribui para o chamado banco de ideias de construtoras como RJZ Cyrella e Queiroz Galvão, que têm grandes terrenos na Barra, com estudos de implantação urbana”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/Rio/Design Rio/Reportagem: Paula Autran e Simone Candida/29/12/13