No  Escritório do Chef a dupla resolveu homenagear a chef Roberta Sudbrack, revelando o processo criativo de uma grande chef fora da cozinha. O espaço foi pensado para ocupar o ócio criativo, com área de trabalho, descanso e estar. Um ambiente contemporâneo, mas com um pezinho no passado, fazendo referência ao prédio histórico do evento. Possui uma pegada  clássica, mas ao mesmo tempo ligada ao design nacional e jovem.

Na escolha do mobiliário a profissional optou pelo sofá Jet, a mesa lateral Gibi e o banco Platner, todos MUUI. Os tons que predominam no ambiente são: verde petróleo, bois de rose e cinza. A iluminação é toda em LED, criada por Maneco Quinderé, com rasgos no teto, deixando a laje aparente. Papéis de parede, com efeitos surrealista sugerem o ócio criativo.

O paisagismo ficou a cargo de Guilherme Portugal e Karyne Lima, do Garden Design, que criaram um refúgio no estilo oásis urbano, com grafite feito em musgo no lugar do spray.

o toque industrial ao espaço. As luminárias exclusivas, foram criadas pela Interpam e os armários da Todeschini trazem acabamentos diferentes: o basalto imita a cor da lava pretrificada; o caynon, cria um efeito 3D e o cydonia, traz a tendência do nude para a decoração da cozinha.

Vemos a preocupação da Bianca com a sustentabilidade, na medida em que traz peças mais rústicas ao seu ambiente. Como a mesa de centro e o painel de cordas, ambos de sua autoria. A iluminação foi toda feita em LED e o piso em PVC reciclado.

As cores que marcam o ambiente são: branco, cinza, madeira e terracota, repleto por muitas peças da Galeria 021.