Com esculturas feitas com tornos de madeira, foi aberta ontem, dia 19,  na Casa de Cultura Laura Alvim, a exposição “Uma contínua transformação”, da artista plástica carioca Renata Adler. Nesta individual da escultora, finas colunas de madeira torneada, que ela chama de “camaleões”, recebem diferentes formas, anéis de cores, elementos metálicos, convidando o público a pensar num mundo em constantes e profundas mudanças. A mostra ficará em cartaz até 31 de março.

“O nosso poder de transmutação é incrível, como os camaleões na metamorfose da cor, tudo em função da sobrevivência.  Nos meus camaleões, ouso evocar livremente a ‘Anima e Animus’ de que fala Carl Gustav Jung em sua obra ‘Eu e o Inconsciente’. Como artista, como mulher, falo aqui do meu lado masculino e de meu prazer de me confrontar com um trabalho físico de escultor, mesmo se no resultado final minha obra com suas madeiras torneadas e roliças, sublinhadas por anéis de cores pintados, seja francamente feminina”, disse a artista.

A exposição se divide em ambientes brancos e claros de frente para o mar e salas escuras, onde uma projeção numa tela tramada de bronze falará sobre o processo de transformação da água. A curadoria da exposição é de Marc Pottier e a coordenação geral é de Kátia d´Avillez.

Jornalista por formação, Renata Adler atuou em redações de grandes veículos, como a Veja Rio e a TV Globo, por mais de 10 anos. Mas flerta com o mundo da arte desde a infância e, paralelamente à carreira de jornalista, foi se aprimorando como artista. Ela se formou bacharel em artes pela Universidade em Boston, Massachusetts (EUA), fez International Baccalaureate (IB) em fotografia e complementou os estudos de artes visuais na Escola de Artes Visuais do Parque Lage.   Confira nas fotos de Ari Kaye quem esteve por lá!

Foto: Renata Adler, Marc Pottier e Vanda Klabin

Foto: Allan Adler e José Candido Muricy

Foto: Adriana Quattrone e Margot Pitombo

Foto: Deborah e Daniel Wilcox

Foto: Fabio Szwarcwald e Waltercio Caldas

Foto: Helena Thompson e Gisele Adler

Foto: Isabela e Luiz  Felipe Francisco

Foto: Maite Mattoso e Rosa Klabin