Nessa próxima sexta-feira, dia 20 de setembro, Luciana Caravello Arte Contemporânea inaugura a exposição coletiva “Romance”, com cerca de 50 obras de 31 artistas: Adrianna Eu, Afonso Tostes, Alan Fontes, Alexandre Mazza, Alexandre Sequeira, Armando Queiroz, Bruno Miguel, Daniel Escobar, Daniel Lannes, Delson Uchoa, Eduardo Kac, Elle de Bernardini, Fernando Lindote, Gabriel Giucci, Gê Orthof, Gisele Camargo, Guler Ates, Igor Vidor, Ivan Grilo, Jeanete Musati, João Louro, Jonas Arrabal, Lucas Simões, Marcelo Macedo, Marcelo Solá, Marina Camargo, Nazareno, Pedro Varela, Ricardo Villa e Sergio Allevato.

Fotos acima:  obras de Pedro Varela

 

Foto acima: obra de Fernando Lindote

 

Foto acima:  Delson Uchoa

Com curadoria de Gabriela Davies, a exposição, que terá apenas oito dias de duração, apresentará obras em diversos suportes, como pintura, colagem, desenho, fotografia,vídeo, escultura e instalação. Os trabalhos abordam os diversos tipos de romance, atravessandoo romance da memória, o romance da história, o romance clichê e também o romance erótico.

A exposição apresenta trabalhos recentes e inéditos, sendo que muitas obras foram produzidas especialmente para esta exposição, como é o caso dos trabalhos de Adrianna Eu, Afonso Tostes, Alan Fontes, Armando Queiroz, Bruno Miguel, Daniel Escobar, Daniel Lannes, Delson Uchoa, Elle de Bernardini, FerrnandoLindote, Pedro Varela, Ricardo Villa e Sergio Allevato.

 Os romances também aparecem nas pinturas de Daniel Lannes, que retratam sessões de análise, “onde expressamos nossos desejos mais profundos, mas logo os reprimimos ao sair do consultório – que no caso da pintura, parece mais um ‘talk-show’ de grande audiência que uma sessão particular”, ressalta a curadora.

Em uma sala separada no terceiro andar, haverá, ainda, trabalhos com temas eróticos. 

As fotografias de Eduardo Kac apresentam uma grande passeata nudista pela praia de Ipanema. “Uma atividade que é repetidamente repudiada por moralistas, mas que na verdade expressa a vontade de ser em liberdade”, diz a curadora. Em paralelo, Güler Ates, uma fotógrafa turca, também se apropria do seu corpo registros fotográficos, mas, por sua vez, encoberta por uma manta de seda que revela apenas uma sugestão de figura feminina. “Esse desaparecimento atrás do véu, uma tradição da religião muçulmana, estimula um senso erótico no imaginário do espectador que é contrário ao propósito do encobrimento”, conta a curadora.Já artista Élle de Bernardini cria sua série “Formas Contrassexuais”, em que abrange os diferentes campos de gênero e sexualidade, “possibilitando inúmeras classificações (a insenção de) para o descobrimento de nossos ‘eus’”.

 

Serviço: Romance

Abertura: 20 de setembro de 2019, às 10h

Exposição:até 28 de setembro de 2019

Luciana Caravello Arte Contemporânea

Rua Barão de Jaguaripe, 387 – Ipanema

Telefone: (21) 2523.4696

De segunda a sexta, das 10h às 19h. Sábado, das 11h às 15h. 

Entrada franca

www.lucianacaravello.com.br