A coluna de Ancelmo Gois trouxe em nota: “O Museu Nacional de Belas Artes (MNBA) acaba de receber uma doação de 70 obras, entre desenhos e documentos, de Roberto Rodrigues, assassinado em 1929 aos 23 anos dentro do jornal “A crítica”, por uma mulher que havia sido tema de notícia do jornal. Ilustrador, pintor e escultor, o talentoso Roberto era irmão do jornalista Mario Filho, do dramaturgo Nelson Rodrigues e pai do designer Sérgio Rodrigues”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/Rio/Ancelmo Gois/29/11/15