Segundo reportagem do site da Casa Vogue, “Paulo Werneck foi artista plástico, mas seus trabalhos não se restringiam apenas a galerias e feiras de arte. Pelo contrário, aparecem em cartões postais, livros de história, e são frequentes em postagens do Instagram. Isso porque o carioca dedicou boa parte da sua vida aos murais em prédios públicos. Os mosaicos coloridos e de formas orgânicas dão tempero a grandes obras da arquitetura moderna brasileira. Marcam, por exemplo, a silhueta ondulada da Lagoa da Pampulha em Belo Horizonte, do Ministério da Fazenda, Senado e do Palácio do Itamaraty, em Brasília, todos projetos de Oscar Niemeyer. Enfeitam também cerca de 300 outras casas, edifícios públicos e residenciais”. Leia mais no site.

Fonte: Casa Vogue/Reportagem: Nilbberth Silva/27/01/15

http://casavogue.globo.com/MostrasExpos/Arte/noticia/2015/01/arte-publica-de-paulo-werneck.html