O Ela Online trouxe em matéria: “No calor do alto verão, nada é mais desejado em casa do que um espacinho para se refrescar. Mas, diante das opções no mercado, o que escolher? Há quem recorra às tradicionais piscinas, ou quem prefira investir em uma banheira de hidromassagem ou mesmo em um ofurô. Para a designer de interiores Cristina Barbara, importante mesmo é pensar muito bem antes de decidir: — A construção desse tipo de espaço requer um planejamento antecipado, já que cada um (piscina, hidro ou ofurô) tem suas particularidades, seja na forma de instalação, no material utilizado ou ainda nos benefícios terapêuticos — avisa ela, que recomenda a instalação de piscinas na parte norte da construção, onde incide mais sol durante o ano. — Mas a palavra final cabe ao morador. Alguns privilegiam a privacidade, enquanto outros levam em conta a vista ou a harmonia estética com o resto do apartamento — frisa. Encontrar essa harmonia foi justamente um dos desafios da aquiteta Izabela Lessa em uma cobertura de 290 m² na Praia de Ipanema, no Rio. A piscina, que fica de frente para um dos quartos, foi transformada em hidromassagem, e ainda ganhou um jardim vertical para disfarçar o paredão do prédio vizinho. — Geralmente, em espaços pequenos é preferível instalar uma hidro, pois gera um espaço de relaxamento, mais intimista. Neste projeto, o jardim vertical contribui para um ambiente contemplativo integrado à natureza — explica”. Leia mais no Globo Online.

Fonte: O Globo/Ela/Reportagem: Luiza Barros/02/02/15

http://ela.oglobo.globo.com/decoracao/piscina-hidro-ou-ofuro-profissionais-ensinam-como-escolher-mais-adequado-15189421